Colunas

Política e Políticos – Estrada Boa” no Oeste

Celso Machado comenta os principais acontecimentos da política catarinense

07/12/2023

Por

Nascido em Blumenau, 72 anos, 57 de profissão, incluindo passagens pelo rádio. E em jornais diários como A Notícia (Joinville), Jornal de Santa Catarina (Blumenau) e O Correio do Povo (Jaraguá do Sul)

Política e Políticos – “A rodovia está toda esburacada, em péssimas condições. Por isso, entrou na lista de prioridades do Governo do Estado. Agora, vamos começar a recuperação e fazer uma estrutura nova, de concreto, que dará o dobro de resistência. Obras assim estão sendo iniciadas em todas as regiões”.

Um olhar menos atento levaria a pensar que o governador Jorginho Mello (PL) falava da SC-108, entre Guaramirim e Massaranduba. Mas, não, tratava-se da SC-355 (FOTO), entre Jaborá e Catanduvas, no Oeste, com recursos de R$ 56,6 milhões.

 

política

Política e Políticos – SC-355

Política e Políticos – O 15 que virou três!

Aliás, na região Oeste o programa “Estrada Boa” tem saído do papel. Aqui no Vale do Itapocu nossa representação política já se conformou com a drástica alteração no projeto original de duplicação de 15 quilômetros (agora serão só três) da SC-108 entre dois dos principais municípios da região, com trânsito intenso diário, incluindo centenas de caminhões. Essa rodovia faz ligação direta com as BRs-280 e 470. É obra contratada no governo de Carlos Moisés (Republicanos), mas ainda no papel sem prazo para começar. E sabe lá Deus quando! Hoje (7)

 

 

Política e Políticos – CURTAS

*Senador Esperidião Amin (PP) já definiu o voto, porém, não diz se será “sim” ou “não” à indicação do ministro da Justiça e Segurança Pública, Flavio Dino (PSB) para o STF. Ivete Appel da Silveira (MDB), herdeira do mandato de Jorginho Mello (PL) anda calada. Jorge Seif (PL), bolsonarista, é naturalmente contra desde quando se cogitava a indicação de Dino.

*Deputado estadual Marcos da Rosa (União Brasil), com três mandatos de vereador, é cotado pelo UB para disputar a prefeitura de Blumenau no ano que vem. Nas urnas de 2022 faturou 25.845 votos, dos quais apenas 9.466 nas urnas do município.

*A confirmar sua candidatura, Rosa provavelmente baterá de frente com o colega Egídio Ferrari (PTB), já de malas prontas para filiação no MDB, que faturou 22.806 nas urnas de Blumenau do total de 34.912 votos. E com o ex-promotor de Justiça, Odair Tramontin (Novo), agora com apoio do PSD, que levou 22.609 votos do município como candidato a governador.

*Por coincidência ou não, Ferrari acaba de beneficiar um hospital de Blumenau com emenda parlamentar de R$ 2 milhões. Por sua vez, Rosa destinou R$ 4 milhões para a prefeitura do município investir em saúde, educação, infraestrutura e desenvolvimento social.

*Moisés Diersmann (PL), secretário da Administração, não é mais candidato à prefeitura de Joaçaba e informou sua decisão pessoalmente ao governador Jorginho Mello (PL). E deve seguir no governo. Carmem Zanotto (Cidadania), secretária da Saúde, deve deixar o cargo em março para se candidatar a prefeita de Lages.

*Em 2020, Zanotto, deputada federal licenciada, perdeu a disputa pela prefeitura lageana para Antônio Ceron (PSD/reeleito) por míseros 56 votos. Em 2022 foi a mais votada em Lages entre todos os candidatos à Câmara dos Deputados, com 49.818 votos.

 

 

Política e Políticos – Marcius Machado (PL)

Política e Políticos –  Farra de quem?

Política e Políticos – As multas passam a ser de R$20 mil para promotores e divulgadores da “Farra do Boi”; R$ 10 mil reais para cada um dos participantes identificados, àqueles que vendem ou transportam animais para tal prática, a quem ceder veículo de transporte e ao proprietário, comodatário, ou dono do imóvel privado onde essa atividade for realizada. São sanções ampliadas para praticantes dessa bestialidade, em projeto de lei do deputado Marcius Machado (PL), que tramita na Assembleia Legislativa. Farra de quem, mesmo? Tradição açoriana? Conversa fiada! Apedrejar, espancar e mutilar animais indefesos é diversão ou covardia? Porque não mudam para uma “farra do leão faminto”?

 

 

Política e Políticos –  VIA BRASIL

* Um em cada cinco jovens entre 15 e 29 anos não estudava nem trabalhava em 2022, totalizando 10,9 milhões de indivíduos, ou uma fatia de 22,3% do grupo etário. Os dados são da Síntese de Indicadores Sociais 2023, divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística ontem (6).

* Do total de “nem-nem”, 43,3% eram mulheres pretas ou pardas, 24,3% eram homens pretos ou pardos, 20,1% de mulheres brancas e 11,4% de homens brancos. Ainda em 2022, 4,7 milhões de jovens não procuraram emprego e nem gostariam de trabalhar, segundo o relatório. Esse grupo tinha 2 milhões de mulheres responsáveis por cuidar de parentes ou por trabalhos domésticos.

* De acordo com o IBGE, dos quase 11 milhões de jovens que não estudam e seguem desempregados, 61,2% se encontram abaixo da linha da pobreza. Dentro desse recorte, 47,8% eram mulheres pretas ou pardas.

*Senadora Simone Tebet (MDB/MS), atual ministra do Planejamento na cota do partido cooptado pelo governo Lula da Silva (PT), manifesta vontade de ser ministra da Justiça se o atual detentor do cargo, Flavio Dino, for nomeado ministro do STF. Porém, desde que o ministério seja fatiado em dois: Justiça e Segurança Pública porque o que ela menos quer é se incomodar com a bandidagem de alto coturno.

 

Política e Políticos – Marcius Machado (PL)

Política e Políticos –  E segue o baile

Deu na “Veja”: a Câmara dos Deputados já gastou mais de R$ 5,1 milhões em 2023 com o auxílio-moradia dos deputados federais. O valor consta no portal de transparência da Câmara. Desde janeiro, 406 deputados já usaram apartamentos da Casa. Outros 73 receberam auxílio-moradia em dinheiro e outros 145 foram ressarcidos com recibo. Apenas 34 decidiram não usar o benefício.  Cada deputado ganha R$ 4.253,00 quando não ocupa um dos 432 apartamentos que a Câmara tem em Brasília. O benefício pode ser pago no contracheque ou por reembolso, mediante recibo de aluguel ou hotel.  Segundo a Câmara, se o aluguel for maior do que o valor do auxílio-moradia, a diferença pode ser paga com verba da cota parlamentar, que cada deputado recebe para arcar com os gastos do mandato. É uma festa!

 

Leia também>>> Comunidade se une em ação solidária para apoiar Lucas Hioan em 2023

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? Participe do nosso grupo de WhatsApp ou Telegram!

Siga nosso canal no youtube também @JDVonline

Notícias relacionadas

x