Sem categoria

“Precisamos manter os cuidados. Não é porque a vacina chegou que vamos relaxar”, alerta Alceu Moretti

Mais de mil doses da vacina Coronavac chegaram em Jaraguá do Sul nesta terça-feira (19). Imunização começa amanhã com primeiro médico vacinado

19/01/2021

Por

“Precisamos manter os cuidados. Não é porque a vacina chegou que vamos relaxar”, alerta Alceu Moretti

Após mais de cem pessoas perderem a vida em decorrência da covid-19, em Jaraguá do Sul um sentimento de felicidade toma conta da população com a chegada do imunizante no município.

As doses da Coronavac, produzida pelo Instituto Butantãn, em parceria com o laboratório chinês Sinovac, foram enviadas pelo Ministério da Saúde e chegaram na cidade na manhã desta terça-feira (19).  Policiais do 14º Batalhão foram a São José e fizeram a escolta das vacinas. 

Segundo o Secretário de Saúde, Alceu Moretti, foram enviadas 1.322 doses que serão aplicadas inicialmente aos profissionais da saúde e pessoas com comorbidades que necessitam de internação quando apresentam os sinais mais graves da doença. A expectativa é que sejam vacinadas 30% deste público alvo. 

Leia mais:

A aplicação da segunda dose será feita em um prazo de vinte dias. Durante este período, a secretaria de saúde espera receber mais doses do imunizante para dar continuidade na campanha de imunização que seguirá as normas estabelecidas pelo Ministério da Saúde. 

“Precisamos continuar mantendo todos os cuidados. Usar máscara, redobrar os hábitos de higiene e manter o distanciamento social. Não é porque a vacina chegou que vamos relaxar”, alerta Alceu. 

O secretário salienta que a chegada do imunizante representa um grande alívio, visto a quantidade de jaraguaenses que vieram a óbito durante a pandemia. De acordo com ele, muitos profissionais que estavam na linha de frente se encontram desgastados e a imunização será importante para que o setor trabalhe com mais segurança. 

Entre esses profissionais, o médico Cristóvão Baptista será o primeiro jaraguaense a receber a dose da esperança nesta quarta-feira. Ele é clínico geral e atua há 35 anos na região.

Na avaliação de Moretti, em três meses, o cenário da pandemia deve ser diferente no município. Segundo o secretário, o Instituto Butantã, tem uma expectativa de entregar 140 milhões de doses até o mês de junho e a Fundação Oswaldo Cruz 100 milhões em meados de julho. 

“Assim que todo público alvo for imunizado esperamos dar continuidade com as vacinas para toda população. Vamos ser muito rigorosos e sem privilégios para de fato diminuir as internações”, explica. 

Reflexos das festas de fim de ano

Apesar da queda de 30%  na taxa de ocupação de leitos de UTI no município, Alceu reforça que os hábitos precisam continuar. Em dezembro, Jaraguá contava com 100% das unidades de tratamento intensivo lotadas e quase entrando em um colapso no sistema de saúde.

Moretti relembra que os leitos precisaram ser ampliados para dar capacidade à demanda. Em janeiro, a taxa de ocupação está em 65%. 

Apesar das festas de fim de ano, Alceu avalia como positivo a situação da pandemia.

“Tivemos um aumento, mas dentro da capacidade de atendimento. Aquela expectativa pior que tínhamos não ocorreu com tanta intensidade na região”, explica Alceu que se houver uma segunda onda não será reflexo do Natal e Ano Novo. 

 

Veja a entrevista na íntegra pelo Facebook e Youtube

Receba as notícias do JDV no seu WhatsApp!

 

Notícias relacionadas

x