Jaraguá do Sul

Samae vai intensificar a fiscalização das ligações de esgoto sanitário

“Vamos intensificar a fiscalização por meio de mutirões em todos os bairros para reduzir esse número e corrigir as irregularidades”, conclui Onésimo.

27/01/2023

Por

O Samae de Jaraguá do Sul vai intensificar as vistorias em todos os estabelecimentos residenciais e comerciais de Jaraguá do Sul. O objetivo é identificar ligações de esgotos domésticos ou de água da chuva em situação irregular. Quando algo está em desacordo com as normas técnicas é dado um prazo para as adequações.

Os vistoriadores estão identificados com uniforme, crachá e veículo do Samae. Para a vistoria, segundo o diretor-presidente do Samae, Onésimo Sell, é despejado um corante na pia da residência e ou estabelecimento e conferido se o líquido irá sair no lugar correto. “Avaliamos todas as instalações, inclusive a caixa de gordura”, explica.

Na medida em que os problemas são identificados e as correções são feitas, diminuem os casos de esgoto voltando para as residências durante as enxurradas ou escoando para os rios sem tratamento. As águas de chuvas não podem ser ligadas à rede coletora de esgoto sanitário, precisa ser na rede pluvial, que corre na tubulação da rua, adverte Onésimo.

Em Jaraguá do Sul, existe multa prevista em Lei no caso de ligações irregulares – de água da chuva na rede de esgoto doméstico, ou este na rede de água pluvial. Estima-se que 20 mil casas não tenham o esgoto ligado à rede principal, ou estejam de modo irregular.

“Vamos intensificar a fiscalização por meio de mutirões em todos os bairros para reduzir esse número e corrigir as irregularidades”, conclui Onésimo.

Cobertura do esgoto sanitário já está em 90%, segundo o Samae

 

O tratamento de esgoto sanitário em Jaraguá do Sul iniciou no final da década de 1990, seguindo com fortes investimentos dos gestores que administraram o Município e o Samae. O índice de cobertura está em 90% da população, de acordo com a autarquia.

Para atender essa população são quatro Estações de Tratamento de Esgoto em operação: a ETE Água Verde, em funcionamento desde 2020, atende hoje uma população de 65 mil pessoas; a ETE Ilha da Figueira, desde 2002, cobre 77,7 mil habitantes; ETE Nereu Ramos, de 2003, para 12 mil habitantes e a ETE São Luís, desde 2016, para 77 mil moradores.

Atualmente são 653 quilômetros de rede de esgoto e 117 estações elevatórias, que ficam submersas e que intermediam a passagem dos efluentes entre o ponto de geração e a estação de tratamento de esgoto, ou à rede coletora.

O equipamento realiza o bombeamento do efluente que possui dificuldade em passar pelas tubulações, seja por profundidade, ou pelo declínio do terreno. Desta maneira, após o bombeamento, o efluente segue até o seu destino. De acordo com dados do Samae, Jaraguá do Sul fechou dezembro de 2022 com 37.328 ligações de esgoto e 69.675 economias de esgoto. Ligações de água são 47.419 e 74.110 economias de água.

 

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? Participe do nosso grupo de WhatsApp ou Telegram!

Siga nosso canal no youtube também @JDVDigital

Notícias relacionadas

x