Educação

Santa Catarina adere Programa Nacional das Escolas Cívico- Militares

A princípio serão três escolas na rede estadual catarinense com essa modalidade

23/11/2020

Por

Santa Catarina adere Programa Nacional das Escolas Cívico- Militares

A governadora Daniela Reinehr anunciou e assinou na sexta-feira (19), quando esteve em Chapecó, cidade onde morou, o termo de adesão de Santa Catarina ao Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares. O documento inclui três escolas cívico-Militares na rede estadual catarinense:

A Escola de Educação Básica Irene Stonoga, de Chapecó, receberá recursos adicionais do Governo Federal para adequar a unidade ao modelo das unidades cívico-militares. 

A segunda escola é a EEB Emérita Duarte Silva e Souza, em Biguaçu, e a terceira contemplada é a EEB Professor Ângelo Cascaes Tancredo, em Palhoça. Não necessariamente nessa ordem. 

Leia mais:

Governo do Estado e prefeituras descartam novo lockdown em Santa Catarina

VÍDEO: Mercado Livre anuncia novo centro logístico em Santa Catarina

Pais e dirigentes de escolas particulares defendem retorno de aulas presenciais no Estado

 

“A assinatura deste documento junto ao MEC, algo que era aguardado para formalizar a adesão de Santa Catarina ao modelo cívico-militar, é mais um passo para continuarmos investindo nessa modalidade e na formação educacional, ética e moral dos nossos estudantes”, destacou a governadora Daniela Reinehr. 

A partir deste ano, essas três unidades da rede estadual estarão se adequando ao modelo das escolas cívico-militares. Com a adesão, a unidade de ensino tem apoio de militares na gestão e em atividades cotidianas para que a equipe pedagógica possa se dedicar ao processo de ensino.

Vale lembrar que a atual governadora em exercício, em 1996, ainda antes de completar 20 anos de idade ingressou na Polícia Militar do Estado de Santa Catarina, na corporação iniciou como soldado e exerceu funções por 3 anos, permaneceu até 1999, quando se desincorporou para se formar no curso de direito pela Universidade Comunitária da Região de Chapecó (UnoChapecó). Nessa cidade, atuou como advogada nas áreas de direito empresarial, administrativo, civil e comércio exterior.

Notícias relacionadas

x