Santa Catarina

Sociedades de tiro ao alvo esportivo se tornam patrimônio imaterial em Joinville

O pedido do reconhecimento partiu da associação e foi aprovado pela Comissão de Patrimônio Histórico.

25/12/2022

Por

Editora, analista SEO e responsável pelo conteúdo que escreve. Atenta aos conteúdos mais pesquisados do país.

A prática de tiro ao alvo esportivo ganhou a condição de patrimônio imaterial de Joinville. O status, conferido por meio de portaria da Secretaria de Cultura e Turismo, foi publicado na semana passada e se estende às sociedades integrantes da Associação Joinvilense de Tiro ao Alvo.

O pedido do reconhecimento partiu da associação e foi aprovado pela Comissão de Patrimônio Histórico. A análise incluiu consulta pública, por meio da internet, sobre a prática de tiro ao alvo, realizada no mês passado. O título de patrimônio imaterial reconhece a importância histórica e incentiva a preservação da prática.

No mês passado, no momento da divulgação da consulta pública, a prefeitura de Joinville relatou que a história do tiro ao alvo esportivo teve início em 1855, com a criação da primeira sociedade. A coordenação de patrimônio cultural da Secretaria de Cultura e Turismo de Joinville apontou a importância dos espaços para a preservação da identidade germânica, além da prática esportiva.

 

Conteúdo publicado oringinalmente por NSC

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x