Mundo

[VÍDEO] Alexa terá função que permite ouvir entes queridos que já se foram

O cientista-chefe da companhia começou com uma demonstração que pode até parecer surreal

25/06/2022

Por

[VÍDEO] Alexa terá função que permite ouvir entes queridos que já se foram

Divulgação

A conhecida assistente virtual Alexa terá uma nova função e vai ajudar a matar a saudade de uma conversa diária com um ente querido que já se foi. Polêmico e inovador, o recurso foi anunciado pela Amazon e permitirá que a ‘inteligência artificial” imite vozes de pessoas que viraram estrelinhas.

A demonstração dessa função foi feita por Rohit Prasad, cientista-chefe para Alexa IA da empresa, durante a conferência anual MARS. E o áudio deixou muitas pessoas incrédulas. (vídeo abaixo)

Demonstração

O cientista-chefe da companhia começou com uma demonstração que pode até parecer surreal. O vídeo mostra um garotinho pedindo para a Alexa ler o livro “O Mágico de Oz” na voz de sua falecida avó. Algo que a IA consegue fazer com grande facilidade. A exibição do material dura pouco tempo, mas consegue mexer com os sentimentos por parte de qualquer espectador.

Pandemia e perdas

Assim, Rohit Prasad ressalta que ter atributos humanos na Alexa e em outras inteligências artificiais são importante, ainda mais em épocas de pandemia, pois muitos perderam alguém que amam. Segundo a apresentação, os sistemas da IA conseguem aprender a imitar a voz de um indivíduo com apenas um minuto de áudio gravado.

Ou seja, não seria nada complicado para uma pessoa fazer diferentes usos para uma mensagem de voz, seja de alguém falecido ou não. Apesar da apresentação, a Amazon não confirmou  se essa função será disponibilizada para os usuários e deixou suspense para a estreia do novo recurso.

Deepfake já é usado

Se você se sentiu desconfortável com a ideia de usar a sua assistente virtual para ouvir a voz de algum parente que faleceu, não se preocupe. Este é um sentimento compreensível, assim como qualquer outro relacionado a essa informação. Porém, esse tipo de recurso é algo muito mais comum do que parece. Indústrias como a de videogames e do cinema fazem uso do chamado “audio deepfakes” há bastante tempo.

Na verdade, a utilização da IA para gerar vozes, chamadas sintéticas, não é novidade. Diversos aplicativos como o Resemble, o ReSpeecher e o iSpeech, conseguem clonar vozes de qualquer pessoa em minutos de gravação e tem sido usada para ficção.

A grande diferença é que a Amazon tem grande popularidade, o que a faz ditar as regras no quesito tecnologia. Mesmo que a IA não possa eliminar a dor de perda, ela pode definitivamente fazer suas memórias durarem.

Fonte: SóNotíciaBoa

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x