Tecnologia

Vírus que já foi baixado mais de 13 milhões de vezes sai das lojas da Google e Apple: saiba se VOCÊ fez o download

Relatório foi divulgado na última semana de setembro

07/10/2022

Por

Editora, analista SEO e responsável pelo conteúdo que escreve. Atenta aos conteúdos mais pesquisados do país.

Imagine a situação: Você está tranquilo em sua em casa, levemente entediado. Desse modo, resolve procurar um inocente aplicativo para se divertir no seu aparelho celular e de repente…uma grande dor de cabeça está instalada. Bom, provavelmente foi o que aconteceu com 13 milhões de pessoas que devem ter baixado um poderoso vírus nas lojas digitais do Google e da Apple. Quer saber do que se trata? Então não deixe de continuar acompanhando nossa matéria abaixo.

Vírus baixado através de diversos apps

Um relatório divulgado na última sexta-feira (23) apontou o que diversos especialistas em segurança cibernética já haviam alertado: nossos smartphones podem estar em perigo. Isto porque foram detectados mais de 80 aplicativos falsos nas lojas oficiais digitais da Google e Apple. A saber, as respectivas Play Store e Apple Store concentram um alto número de downloads vindo de adwares nocivos ao sistema dos celulares. Alguns desses adwares chegaram a ser instalados mais de 13 milhões de vezes nos dois sistemas operacionais.

Programas se passavam por apps legítimos

De acordo com a equipe de pesquisadores Satori Threat Intelligence da HUMAN, uma empresa de segurança digital, todos os programas maliciosos se passavam por apps legítimos, mas escondiam um grande número de anúncios fraudulentos que confundiam as vítimas e assim gerava visualizações para conteúdos criminosos.

A saber, eles usavam uma identificação não correspondente ao nome da publicação e então enganavam os anunciantes gerando receita através de cliques e impressões que vinham de uma categoria de software mais lucrativa. Sua difícil detecção acontecia por conta das camadas adicionais de ofuscação de código.

Sem dúvida, trata-se de um enorme ato criminoso que pode ter se iniciado em 2019 com a campanha de fraude publicitária chamada  “Scylla” como acreditam os pesquisadores responsáveis pelo relatório. Esses adwares fariam então parte de uma terceira onda logo após a segunda etapa, batizada de “Charybdis”, de 2020.

Apps removidos das lojas digitais

Ainda segundo o relatório, a maior parte dos apps de anúncios falsos foi encontrada na Play Store. Somente lá, foram descobertos mais de 75 adwares disponíveis que se disfarçavam de Dinosaur LegendSuper Hero-Save the world!Find 5 DifferencesShoot Master e Spot 10 Differences, entre outros.

Já na loja da Maçã, eram mais 10 apps fraudulentos que resolveram se disfarçar de Run BridgeRacing Legend 3DFire-WallNinja Critical HitWood Sculptor e Shinning Gun.

Com isso, Google e Apple, após serem alertadas, resolveram remover todos os adwares detectados pela equipe de pesquisadores e assim sendo, eles não se encontram mais disponíveis para download.

No entanto, ainda é possível que muitos deles ainda estejam instalados nos celulares e fugido da detecção automática. Por isso, não deixe de conferir a lista completa dos softwares fraudulentos envolvidos na campanha, no site da HUMAN Security.

Via Pronatec

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x