Colunas

A Formação Mudou

As metodologias de Ensino-Aprendizagem mudaram, não se pode mais ficar em ambientes únicos e muito menos baseados apenas em teoria. A formação de hoje precisa ser significativa com prática no cotidiano profissional.

19/05/2021

Por

Professor Pesquisador, Mestre em Educação, Especialista em Planejamento Educacional e Docência do Ensino Superior, Historiador e Pedagogo. Entusiasta da Educação

A Formação Mudou

Formação Profissional

A educação profissional no Brasil surgiu com as escolas de ofício, em 23 de setembro de 1909 por força do Decreto Presidencial 7.566, foram criadas as 19 “Escolas de Aprendizes Artífices”. Criada para possibilitar ascensão social através do estudo que possibilitaria uma formação profissional, dando sentido ao estudo por unir a educação obrigatória a uma profissão, ou seja, o aluno terminava seus estudos e saia com uma profissão. Em muitos países essa prática envolve a maioria das escolas, por entenderem que o período de formação do adolescente é o ideal para ele ter uma profissão antes de se inserir no ensino superior, a Alemanha é um exemplo. Diante da relevância da educação e da sua grande importância na formação dos indivíduos para atuarem na sociedade, destaca-se também a função de inclusão desses cidadãos no processo produtivo.

Educação Profissional

A chamada educação profissional, com a globalização e o aumento das populações marginalizadas, vem chamando a atenção de órgãos governamentais, principalmente nos países em desenvolvimento. Neste sentido, a principal preocupação desse segmento da educação é formar profissionais aptos a fornecerem uma mão de obra flexível, com capacidade de adequar-se às mudanças ocorridas no mundo do trabalho. Neste sentido ainda, diante da constatação de que o mercado de trabalho, com exceção de períodos de recessão, cresce constantemente, observa-se, no processo de industrialização, que muitos postos de trabalho não são preenchidos por falta de profissionais qualificados para a função. Além disso, a maioria dos jovens que conclui o Ensino Médio não ingressa em cursos superiores. No entanto, se considerado que o ensino técnico representa um caminho mais curto para o mercado de trabalho, ele também poderia ser um preparatório para o ingresso no ensino superior.                                                                 

Caminho para Profissão

No Brasil a educação profissional tem como seu maior expoente o Serviço Nacional de Aprendizagem (SENAI), criado em 1942 através de um decreto presidencial, após a reforma Capanema, que na época criou o ensino industrial, ensino agrícola e ensino comercial, criando para o país a possibilidade de ampliação e expansão de formação profissional aos brasileiros.

O ensino Superior

O SENAI constantemente contribui no desenvolvimento social, econômico e industrial, partindo do local para o nacional. Na busca em ampliar esse propósito a instituição passou a incentivar também a formação superior. A criação da Rede de Faculdades SENAI em Santa Catarina, traz para formação Superior sua experiência na Educação Profissional, aplicando uma metodologia de “mão-na-massa”, o acadêmico desenvolve suas capacidades e conhecimentos através de desafios reais, onde são desafiados a responder questões de necessidades das Indústrias, foco em assuntos significativos para um profissional tecnológico ou engenheiro.

Uma pós-graduação inovadora

Na construção para essa excelência no ensino Superior, a Rede de Faculdades SENAI Santa Catarina, desenvolveu projetos de Pós-Graduação inovadores, que atende o anseio do graduado, traz links de perícia totalmente próximos e atuais a realidade da indústria, seja no desenvolvimento tecnológico ou humano. Sua formação é o maior investimento a ser feito para transformação profissional. 

Notícias relacionadas

x