Jaraguá

Enfermeiros da atenção primária à saúde de Jaraguá recebem capitações

De acordo com o secretário de Saúde Alceu Gilmar Moretti, ações como essas são importantes para qualificar a atenção à saúde dos pacientes atendidos na atenção básica

27/06/2022

Por

Jornalista apaixonada por cultura e segurança pública

Enfermeiros da atenção primária à saúde de Jaraguá recebem capitações

Divulgação/PMJS

Os enfermeiros da atenção primária à saúde de Jaraguá do Sul, passaram na semana passada por capacitações com o objetivo de fortalecer os cuidados nas Unidades Básicas de Saúde. 

Uma das capacitações foi o seminário de atenção à saúde das pessoas com estomias. O evento é ofertado pela secretaria de Saúde de Santa Catarina em parceria com a Comissão de Saúde e Escola da Assembleia Legislativa.

Os enfermeiros que atuam no município puderam revisitar o conteúdo teórico e praticar o cuidado com o manejo dos dispositivos. Além disso, eles simularam durante dois dias, os desafios e a rotina de uma pessoa vivendo com estomias. 

A enfermeira da UBS Jaraguá 84, Luciele Pereira da Silva, relata que aprendeu há algum tempo a usar a frase ”eu não sei como você está se sentindo, mas eu estou aqui para te ajudar e cuidar”.

Ela ressalta que “ficar 48 horas com uma bolsa de colostomia não é nem 20% do que uma pessoa vivendo com estomia sente, mas a experiência é única e significante”.

De acordo com o secretário de Saúde Alceu Gilmar Moretti, ações como essas são importantes para qualificar a atenção à saúde dos pacientes atendidos na atenção básica. 

Outra capacitação foi das práticas integrativas e complementares em saúde (PICS) realizada em Mafra.  Essa capacitação acontece em módulos e tem como objetivo preparar as equipes de saúde para promoverem nas unidades básicas práticas como acupuntura, dança circular, entre outros cuidados integrativos e complementares à saúde.

A gerente de atenção primária à saúde de Jaraguá Amanda de Lemos Mello, relata que o uso das PICS já existe no município e têm mostrado efeitos positivos na saúde da população. 

“Atualmente, há uso de acupuntura, mocha, auriculoterapia e outras práticas da Medicina Tradicional Chinesa e que são realizadas em algumas Unidades Básicas de Saúde, como Ribeirão Cavalo e Wolfgang Weege” complementa.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x