Jaraguá do Sul

Instituto mostra cidades com mais qualidade para a longevidade

São 23 indicadores avaliados, separados em três dimensões: saúde, socioambiental e economia.

07/11/2023

Por

Estudante da 5ª fase de Design, curiosa por natureza e apaixonada pelo que faz.

INSTITUTO – O número de pessoas com 65 anos ou mais no Brasil aumentou 57,4% nos últimos 12 anos, segundo o Censo Demográfico 2022. Ao todo, são mais de 22 milhões de brasileiros nessa faixa etária. Em contrapartida, houve redução no número de pessoas com até 14 anos, o que somado ao cenário dos idosos revela o envelhecimento da população brasileira.

 

Sendo o Brasil um país com muitas diferenças socioeconômicas, cada região ou cidade tem um preparo diferente para cuidar da qualidade de vida dos idosos. É o que mostra a terceira edição do IDL (Índice de Desenvolvimento Urbano para Longevidade) 2023.

 

Criado pelo Instituto de Longevidade, a análise mede o grau de preparação dos 5.570 municípios brasileiros para qualidade de vida às pessoas com 60 anos ou mais.

 

Por meio de dados públicos que impactam o bem-estar geral desse público, o Instituto criou um escore para classificar as cidades. Fontes como IBGE, DataSUS e INSS foram consultadas.

 

São 23 indicadores avaliados, separados em três dimensões: saúde, socioambiental e economia. Santa Catarina tem cidades muito bem posicionadas em todas as categorias. Jaraguá do Sul, por exemplo, é o 11º nacional na categoria cidades grandes.

 

Os resultados foram divididos em três categorias: cidades grandes (com mais de 100 mil habitantes), cidades médias (com população entre 34.850 e 100.000 habitantes) e cidades pequenas (até 34.850 habitantes).

 

Jaraguá é a 11ª melhor cidade acima de 100 mil habitantes para 60+

 

Entre as cidades grandes, o IDL 2023 classificou, pelo segundo ano consecutivo, São Caetano do Sul (SP) como a mais bem preparada para permitir que sua população viva mais e melhor. Nas cidades pequenas, o município de Peritiba, em Santa Catarina, se destacou. E entre as cidades médias, São Lourenço/MG ficou no topo da lista.

 

O Instituto de Longevidade apresenta a terceira edição de sua pesquisa, divulgada na semana passada. A pesquisa passou por transformações, o que tornou possível avaliar todos os municípios brasileiros no seu preparo para acolher sua população 60+.

 

O IDL – Índice de Desenvolvimento Urbano para Longevidade – é um projeto do Instituto de Longevidade. Com este Índice, são reveladas as atuais condições de todas as cidades brasileiras, tendo em vista sua capacidade de atender às necessidades básicas de vida e oferecer bem-estar, destacadamente a dos adultos mais idosos.

 

Com 184.579 habitantes – base dos residentes em Jaraguá do Sul para a pesquisa -, a cidade figura na 11ª colocação em nível Brasil entre as com mais de cem mil habitantes, considerada grande em termos de parâmetro do levantamento. 

 

No ranking agregado – cada variável com 23 indicadores distintos – a economia ficou em 57,3, socioambiental 59,9 e saúde 67,3. Na edição anterior do IDL, lançada em 2020, Jaraguá do Sul não figurava na relação das mais bem posicionadas entre as melhores do Brasil pra a longevidade, de acordo com dados levantados pelo JDV.

 

Santa Catarina se destaca em todos os níveis na pesquisa IDL 2023

 

Jaraguá do Sul está no seleto grupo das melhores cidades do Brasil para a longevidade, conforme o Instituto de Longevidade, que se baseou em fontes oficiais. São Caetano do Sul (SP), entre as grandes cidades, lidera o ranking, seguido por Vitória (ES), Santos (SP), Florianópolis (SC), Curitiba (PR), Botucatu e Jundiaí (SP), Balneário Camboriú (SC), Londrina (PR), Marília (SP), Jaraguá do Sul (11ª posição), seguida por Belo Horizonte (12) e Itajaí (13). 

 

Santa Catarina coloca várias cidades nesse ranking geral: Blumenau (20º lugar), Tubarão (25), Joinville (31), Criciúma (41), Brusque (42), Lages (49), Chapecó (55) e São José (74). No Estado, são apenas 13 cidades consideradas grandes pelo IDL 2023, de médio porte são 30 e de pequeno porte, 252. 

 

No Brasil, a grandes cidades totalizam 326, mas têm 123 milhões de habitantes, sendo 674 de médio porte e 4.570 de pequeno porte, a absoluta predominância. A região sul do Brasil coloca 25 cidades no IDL 2023 em cidades acima de 100 mil residentes, sendo seis catarinenses. 

 

Jaraguá do Sul é a quinta, atrás apenas da Capital, Curitiba, Balneário Camboriú e Londrina. As cidades de médio e pequeno porte colocam Santa Catarina entre os melhores Estados.

 

Instituto mostra cidades com mais qualidade para a longevidade

 

Saiba mais: CIDADES INTELIGENTES: Ranking Smart Cities coloca Jaraguá na 16ª posição em nível nacional

 

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? Participe do nosso grupo de WhatsApp ou Telegram!

Siga nosso canal no youtube também @JDVDigital

Notícias relacionadas

x