Mundo

Mais de 100 pessoas morreram em explosão à mesquita xiita no Afeganistão

O porta-voz do Talibã, disse que uma unidade especial de investigação foi ao local para investigar o que houve

08/10/2021

Por

Jornalista apaixonada por cultura e segurança pública

Mais de 100 pessoas morreram em explosão à mesquita xiita no Afeganistão

Abdullah Sahil/AP

Uma explosão em uma mesquita xiita, na cidade de Kunduz, no nordeste do Afeganistão, nesta sexta-feira (8), deixou pelo menos 140 pessoas feridas e matou ao menos 100. O balanço das mortes foi divulgado pela ONU no país. 

“Houve uma explosão em uma mesquita de nossos compatriotas xiitas, e o resultado disso é que um número de nossos compatriotas foram martirizados e feridos”, disse o porta-voz do Talibã, Zabihullah Mujahid.

Ele disse que uma unidade especial de investigação foi ao local para investigar o que houve. Até o momento, nenhum grupo assumiu a autoria do atentado. 

Nas últimas semanas, houve diversos ataques no país. Alguns desses ataques foram reinvindicados pelo Estado Islâmico Khorasan, o braço do Estado Islâmico no Afeganistão.

O Talibã e o Estado Islâmico são rivais. Ambos são sunitas —no Afeganistão, os xiitas são minoria. Apesar de ambos serem muçulmanos, os sunitas e xiitas têm teologias e rituais diferentes.

Os sunitas são considerados mais tradicionais e, para eles, Maomé é o maior profeta, e os outros líderes da religião são secundários.

E os xiitas seguem um genro do profeta Maomé, e, para ele, só os descendentes desse genro podem ser líderes dos muçulmanos.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x