Colunas

Impeachment de Moisés, volta às aulas e polêmica no Rio da Luz

Outros assuntos abordados na coluna desta sexta-feira (6) são: amamentamento em público, eleições em Florianópolis e a estada do presidente na região Sul do país.

06/11/2020

Por

Nascido em Blumenau, 70 anos, 55 de profissão, incluindo passagens pelo rádio. E em jornais diários como A Notícia (Joinville), Jornal de Santa Catarina (Blumenau) e O Correio do Povo (Jaraguá do Sul)

Impeachment de Moisés, volta às aulas e polêmica no Rio da Luz

Até o dia 12 de novembro a desembargadora Rosane Portella Wolff deverá apresentar relatório recomendando que a Assembleia acate ou arquive o segundo pedido de impeachment contra Carlos Moisés (PSL). A expectativa é a de que o plenário da AL vote ainda na segunda quinzena de novembro.

Desde a retomada do processo de redemocratização do país, em tempo algum um governador teve de se defender de dois processos de impeachment. Desta vez pela compra dos 200 respiradores da China. Por R$ 33 milhões pagos adiantados e sem qualquer garantia.

Volta às aulas

Deputado Bruno Souza é autor de requerimento para audiência pública destinada à volta das aulas presenciais em SC em data ainda a ser definida. O deputado defendeu a necessidade de um debate amplo, democrático e público sobre a questão já que o governo estadual liberou para os comitês municipais a decisão do retorno das aulas.

Com todo o respeito, não seria hora de se pensar em o que fazer no ano que vem? Afinal, volta gradativa às escolas faltando pouco mais de 20 dias para encerrar o ano letivo? E sabendo-se que a maioria das escolas dos 295 municípios não têm as mínimas condições estruturais para que isso ocorra em plena pandemia do novo coronavírus?

Amamentar em público

Depois de lei estadual aprovada pela Assembleia Legislativa, agora tramita no Congresso, proposta com punição de um a quatro anos de prisão, além de multa, contra quem proibir ou constranger uma mãe que esteja amamentando o filho em área pública ou privada. Enquanto isso, no carnaval, bundas, peitos e “aquilo” dos homens desfilam imponentes em coloridas transmissões ao vivo pelas TVs e redes sociais para o delírio de multidões ensandecidas.

Polêmica no Rio da Luz

Tombado em 2015 pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (como patrimônio imaterial), Rio da Luz é alvo de nova polêmica. O deputado federal Fábio Schiochet (PSL) quer que a Mesa Diretora da Câmara dos Deputados suspenda, em decreto de projeto legislativo, portaria do Iphan, de novembro de 2019, que trata das diretrizes de preservação do lugar. Alegando que o processo, à época, não respeitou o direito constitucional de a população ser ouvida.

Eleições em Florianópolis

Pesquisa eleitoral do Ibope em Florianópolis, encomendada pela NSC, aponta enorme vantagem do atual prefeito Gean Loureiro (DEM) sobre seus adversários diretos. Teria 58% de preferência dos 602 eleitores entrevistados. Em segundo aparece o candidato Professor Elson (PSOL) com 13% e a deputada Ângela Amin (PP), apoiada inclusive pelo MDB, com 9%. Detalhe: a pesquisa, feita entre os dias 31 de outubro e 2 de novembro, foi divulgada depois da acusação de estupro contra ele feita por uma ex-servidora da prefeitura de Florianópolis.

O governador afastado Carlos Moisés (PSL) foi visitar o presidente da Assembleia Legislativa, Júlio Garcia (PSD), um dos protagonistas da trama que pretendia tirá-lo do governo, junto com a vice-governadora. Garcia seria o governador se a vice Daniela Reinher também fosse afastada.

Moisés tenta se aproximar do parlamento do qual sempre manteve uma distância burra. Levou em mãos um documento que batizou de “Carta ao Parlamento Catarinense”, em que se compromete a buscar o diálogo e a proximidade pelo bem de Santa Catarina. É para rir ou pra chorar?

Bolsonaro no sul

Depois de participar da formatura de 600 policiais da PRF, hoje (6) em Florianópolis, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) vai ao Paraná inaugurar uma Pequena Central Hidrelétrica. Mas, antes, faz escala em Chapecó, para alavancar a candidatura do consultor de empresas, Leonardo Granzotto (Patriotas).

Também apoiado pela deputada federal Caroline de Toni (PSL), que desfruta da amizade pessoal do presidente. Em tempo: Bolsonaro não vai passar o fim de semana no Forte Marechal Luz, em São Francisco do Sul, como chegou a ser anunciado.

 

Receba as notícias do JDV no WhatsApp!

Notícias relacionadas

x