Cultura

Maestro Ricardo Feldens é homenageado durante Concerto de Primavera

Os 40 músicos tocaram o repertório que foi escolhido por Ricardo Feldens antes de sua morte e nunca apresentado

08/09/2021

Por

Jornalista apaixonada por cultura e segurança pública

Maestro Ricardo Feldens é homenageado durante Concerto de Primavera

Camila Silveira Rosa

A cultura jaraguaense vai entrando no tom e buscando a mesma afinação e sincronismo de antes da pandemia. Porém, o retorno ao palco das Orquestras de Cordas da Scar que aconteceu no último domingo (5), foi ainda mais especial.

Além de ser o primeiro concerto após quase dois anos de pandemia, foi também o primeiro concerto do grupo depois da morte do maestro Ricardo Feldens que por mais de 33 anos regeu as orquestras com sua batuta.

Não faltou aplausos, risos e lágrimas furtivas. Os 40 músicos tocaram o repertório que foi escolhido por Feldens antes de sua morte e nunca apresentado. Ele morreu no dia 1º de setembro de 2019.

As orquestras de Corda, Camerata e Grupo de Câmara tocaram o Concerto Nº 1, de Franz Joseph Haydn e a Suíte de Temas Infantis – Sambalelê, de Bontzye Schmidt Sandoval.

A apresentação, que durou 50 minutos, encerrou com uma homenagem a Ricardo Feldens. Enquanto o telão baixava no palco os músicos iam tomando os seus lugares e a música escolhida não poderia ter sido outra: “Ode to Joy”, que traduzindo seria “Hino à Alegria”. Essa foi uma das primeiras músicas que a orquestra tocou em 1987.

A regência ficou por conta da maestrina Marina Laís Kienen e do maestro Heitor Gemaiel Elias Rosa e acompanhada de forma presencial por cerca de 50 pessoas que cumpriram o distanciamento e estavam fazendo o uso de máscara, além de ter sido transmitido ao vivo pelos canais da Scar.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x