Colunas

Novembro Azul: AVC

O AVC acontece quando vasos que levam sangue ao cérebro entopem ou se rompem, provocando a paralisia da área cerebral que ficou sem circulação sanguínea.

27/11/2020

Por

Vamos aproveitar a oportunidade do Novembro Azul – mês dedicado à prevenção do câncer de próstata e à saúde do homem de uma forma geral – para falar sobre um dos problemas masculinos de saúde mais frequentes: o AVC – Acidente Vascular Cerebral – popularmente conhecido como derrame cerebral.

O AVC acontece quando vasos que levam sangue ao cérebro entopem ou se rompem, provocando a paralisia da área cerebral que ficou sem circulação sanguínea. É uma das principais causas de morte, incapacitação e internações no Brasil e em todo o mundo.

Existem dois tipos de AVC:

  • O Acidente Vascular Isquêmico – ou isquemia – é a falta de circulação de sangue por entupimento de artérias do cérebro. É o tipo mais comum de AVC, representando 85% dos casos. Em geral, incide em pessoas mais velhas, com diabetes, colesterol elevado, hipertensão arterial, problemas vasculares e em fumantes. Pode ocorrer a perda repentina da visão ou da força muscular, dormência na face, braço ou perna, fala arrastada e dificuldade de compreensão, tonturas, formigamento num dos lados do corpo e alterações da memória.
  • O outro tipo é o Acidente Vascular Hemorrágicoquando ocorre um sangramento cerebral por rompimento de artéria ou veia. É mais raro, apenas 15% dos AVCs são do tipo hemorrágico. Ele pode ser causado por hipertensão, por baixa coagulação do sangue ou por traumatismos – provocados por acidentes ou agressões. Provoca uma dor de cabeça repentina com náuseas e vômitos, e sintomas semelhantes aos da isquemia.

Caso qualquer um desses sintomas apareçam, é fundamental ligar para o SAMU (192), para os bombeiros (193), ou levar a pessoa imediatamente a um hospital para avaliação clínica detalhada.

Quanto mais rápido for o atendimento, maiores serão as chances de sobrevivência e recuperação total.

Evite o AVC! Você pode prevenir muitas doenças apenas com uma dieta balanceada, bons hábitos de vida, fazendo exercícios físicos e consultando regularmente o médico.

 

Receba as notícías do JDV no WhatsApp!

Notícias relacionadas

x