Colunas

Obra da SC-108 retomada

A obra, de interesse direto de quem segue do Vale do Itapocu para Blumenau e região, começou no segundo governo do ex-prefeito Napoleão Bernardes.

18/07/2021

Por

Nascido em Blumenau, 70 anos, 55 de profissão, incluindo passagens pelo rádio. E em jornais diários como A Notícia (Joinville), Jornal de Santa Catarina (Blumenau) e O Correio do Povo (Jaraguá do Sul)

Governador Carlos Moisés (sem partido) foi a Blumenau para autorizar a retomada das obras de prolongamento da chamada Via Expressa, conectando-a com a SC-108 no Distrito de Vila Itoupava.

A obra, de interesse direto de quem segue do Vale do Itapocu para Blumenau e região, começou no segundo governo do ex-prefeito Napoleão Bernardes. Mas parou há quatro anos diante de impasse entre a Cetenco Engenharia, que cobrava serviços prestados além do previsto em contrato. E o Estado, alegando ressarcimento de valores pagos a mais.

Um novo traçado

O novo trajeto desafogará parte do trânsito entre a BR-470 e Vila Itoupava, em novo trajeto da SC-108, com extensão de 15 Km. Que serão municipalizados. A empresa disse que pode reiniciar os trabalhos imediatamente, pois tem máquinas e operários em Jaraguá do Sul que serão deslocados para Blumenau.

Em acordo judicial, a Cetenco devolverá ao Estado cerca de R$ 13 milhões. O investimento previsto é de R$ 150 milhões, sem prazo de conclusão. Quando começou, em 2014, a obra estava orçada em R$ 132,7 milhões financiados pelo Banco do Brasil.

Em Brasília

Senador Rodrigo Pacheco, atual presidente do Senado, está saindo do DEM para se filiar ao PSD, na tentativa de viabilizar candidatura à Presidência da República em 2022. Isso porque a tendência no Democratas é apoiar a reeleição de Jair Bolsonaro (sem partido).

A se confirmar, o PSD catarinense terá de, obrigatoriamente, lançar candidato a governador para dar palanque ao senador. Ou, então, ignorá-lo no caso de uma coligação majoritária com outros partidos.

 Empréstimos proibidos

Já em vigência, a Lei nº 18.160 proíbe que, em Santa Catarina, instituições financeiras e sociedades de arrendamento mercantil efetuem créditos, na conta de beneficiários do INSS, sem contrato ou consentimento deles próprios.

A lei, de autoria do deputado Jair Miotto (PSC), prevê multa para o infrator de 50 salários mínimos, em dobro no caso de reincidência. “Chega de lesar os nossos aposentados. Não permitiremos esse tipo de crime”, bradou o deputado.

Manutenção de escolas

O planejamento e a execução de obras e reformas em escolas da rede estadual de ensino voltam para a Secretaria da Educação. Para dar mais rapidez à demanda de manutenção das estruturas físicas das escolas.

Com a reforma administrativa de 2019, o governo concentrou tudo na Secretaria de Infraestrutura, já assoberbada com as atividades inerentes à pasta. E não deu certo A informação é do secretário da Educação, Luiz Fernando Vampiro (MDB).

Demanda reprimida

Conforme o secretário, o percentual de escolas da rede estadual interditadas é considerável. Ele estima que 10% da rede, que tem 1.064 unidades, enfrentem esse problema.

Para tanto, 61 engenheiros serão lotados (boa parte deles já nomeados) nas 36 regionais da Educação para cuidar exclusivamente da infraestrutura das escolas. Com isso a SED espera reduzir o volume de queixas diárias de deputados e notificações do Ministério Público Estadual.

Notícias relacionadas

x