Colunas

POLÍTICA & POLÍTICOS

O fim das coligações partidárias nas eleições proporcionais deve representar uma drástica redução de partidos representados na Câmara dos Deputados a partir das eleições de 2022. Das atuais 23 legendas para algo entre… Leia mais

03/09/2019

Por

Nascido em Blumenau, 70 anos, 55 de profissão, incluindo passagens pelo rádio. E em jornais diários como A Notícia (Joinville), Jornal de Santa Catarina (Blumenau) e O Correio do Povo (Jaraguá do Sul)

POLÍTICA & POLÍTICOS

Coligações– O fim das coligações partidárias nas eleições proporcionais deve representar uma drástica redução de partidos representados na Câmara dos Deputados a partir das eleições de 2022. Das atuais 23 legendas para algo entre oito e nove. Há muita pressão de partidos nanicos para que a Emenda Constitucional nº 97/2017, aprovada pelo Congresso, seja revogada, mas não é provável que o assunto seja posto em votação nesta legislatura.

Informação veio do jornalista Prisco Paraíso: Depois de um jantar com o governador Carlos Moisés e o vice-presidente nacional do PSL, Antônio Rueda, o deputado federal Fabio Schiochet admitiu “ir para o sacrifício” na disputa pela Prefeitura de Jaraguá do Sul em 2020. Terá pela frente como principal adversário o prefeito Antídio Lunelli (MDB), que vai à reeleição. Mas tudo dependerá de uma pesquisa encomendada ao Instituto Paraná Pesquisas nos 60 maiores colégios eleitorais. Até porque a “onda Bolsonaro”, que elegeu um monte de candidatos não se repetirá em 2020 com a intensidade de 2018.

Faça o que digo… A convite da Associação das Emissoras de Rádio e Televisão de Santa Catarina, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM/RJ), em palestra, disse ser defensor da reforma tributária, no que foi aplaudido longamente. E, mais ainda, ao afirmar que isso só será possível com os Estados reduzindo despesas. Sobre a gastança na Casa que preside, estranhamente não foi questionado. Até julho último, nada menos que R$ 3,6 bilhões. A Câmara tem 9.862 secretários parlamentares, 3.330 servidores aposentados, 2.853 na ativa, 1.148 pensionistas dos quais 701 deputados. E, mais, 513 deputados no exercício do mandato, outros 767 aposentados e 1.739 cargos comissionados (de confiança).

Novo Presidente – O empresário Alcides Pavanello (D) assumiu o comando do PSD de Jaraguá do Sul, por aclamação, com Teresinha Rodrigues na vice-presidência do diretório. Que era presidido pelo ex-vereador Jair Pedri. Pavanello também é coordenador da Comissão Central Organizadora da Schützenfest, vislumbrando uma aproximação do partido com o governo de Antídio Lunelli (MDB). Em 2016, Pedri disputou a eleição majoritária, com um terceiro lugar entre quatro postulantes à cadeira de prefeito. Em 2012, Alcides foi candidato a vice-prefeito na chapa de Cecília Konnel, então filiada ao PSD e que tentava a reeleição. Naquele ano Dieter Janssen (PP) venceu a disputa com vantagem de 17 mil votos.

Contorno Oeste– Deputado Vicente Caropreso (PSDB) foi com o prefeito Antidio Lunelli (MDB) ao gabinete do secretário de Infraestrutura, coronel Carlos Hassler, em Florianópolis. Para falar sobre a ligação Oeste, entre BR-280 (sentido Corupá) e a SC-110 no caminho para Pomerode. O pedido é que o Estado inclua o projeto entre as obras listadas para recursos do BNDES. Aliás, um primeiro projeto, na gestão do ex-prefeito Moacir Bertoldi, chegou a ser proposto, começando nas imediações do Motel Cê Que Sabe. Mas não saiu do papel. Voltou a ser cogitado no governo de Cecília Konell, mas também não andou.

Obrigatório– Por decreto, o prefeito Antídio Lunelli (MDB) determinou que, doravante, matrículas e rematrículas em estabelecimentos da rede municipal de ensino sejam feitas mediante a apresentação obrigatória da carteira de vacinas das crianças. Em dia, diga-se. Isso porque no ano passado constatou-se que pelo menos 20 mil crianças matriculadas em escolas municipais não tinham tomado todas as vacinas de acordo com as idades de cada uma. Como apelos frequentes junto aos pais não obtiveram respaldo esperado, agora não haverá reconsiderações. Afinal, a responsabilidade é dos pais e não das escolas.

Morre Lipe Jahn aos 71 anos – Faleceu ontem (2) às 12h55, Ademar Jahn, também conhecido como Lipe, aos 71 anos, deixando enlutado a esposa Analores, filhos, netos e bisnetos. Sepultamento é hoje, no Cemitério do Brüderthal. Está sendo velado na Igreja Luterana daquele bairro, em Guaramirim. Lipe Jahn tem ligação com a história do Brasil. Foi ele o primeiro que viu o ex-presidente Juscelino Kubtischek de Oliveira e seu motorista Geraldo Ribeiro mortos, depois do acidente contra um Scania com placas de Santa Catarina, em Resende, no Rio de Janeiro, em 22 de agosto de 1976.

O Opala preto de Juscelino chocou-se inicialmente contra um ônibus (segundo versão oficial) e posteriormente contra o caminhão do companheiro de viagem de Jahn, que vinha atrás com o seu caminhão e assistiu tudo. Foram vários depoimentos que prestou sobre o caso. Ele sempre foi reticente em revelar detalhes sobre o acidente, do qual foi testemunha ocular da história.

Deputada federal Geovania de Sá (PSDB) esteve ontem na Prefeitura de Jaraguá do Sul. Acompanhada pelo deputado estadual Vicente Caropreso, a parlamentar oficializou a destinação de R$ 250 mil para fortalecer a infraestrutura da cidade. Ainda na cidade, Geovania fez questão de visitar o vereador Ademar Winter.

Notícias relacionadas

x