Geral

Santa Catarina Registra o Sétimo Caso de Raiva em Animais em 2023, Alertando para Riscos Mortais

Um morcego frugívoro testou positivo para raiva em Chapecó, Oeste de Santa Catarina, marcando o sétimo caso da doença no estado em 2023.

05/12/2023

Por

Editora, analista SEO e responsável pelo conteúdo que escreve. Atenta aos conteúdos mais pesquisados do país.

Santa Catarina – O registro, divulgado pela prefeitura na quinta-feira (30), ressalta a seriedade do problema.

A transmissão da raiva ocorre através da saliva do animal infectado, tornando essencial a atenção às medidas preventivas.

 

Ao longo do ano, um gato, um cachorro e outros quatro morcegos também foram diagnosticados com raiva. Este caso específico em Chapecó é o segundo morcego a testar positivo na região em 2023.

 

A raiva, além de ser fatal para animais, representa um sério risco para humanos, com uma taxa de mortalidade de 100%, conforme a Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive/SC). O último caso registrado em humanos no estado foi em 2019, resultando na trágica morte de uma paciente de 58 anos.

Santa Catarina - Jaraguá do Sul apresentou três casos de raiva em animais

Santa Catarina – Jaraguá do Sul apresentou três casos de raiva em animais

 

Diante desse cenário, a Prefeitura de Chapecó está tomando medidas urgentes para conter a propagação da doença. Será realizada uma vacinação gratuita para cães e gatos que residam num raio de 300 metros do local onde o morcego foi encontrado, próximo à Associação Atlética Banco do Brasil (AABB). Os agentes comunitários de saúde visitarão residências na área para contagem e orientações sobre a vacinação.

 

A imunização dos pets acontecerá na AABB, sem fechar ao meio-dia, no dia 6 de dezembro, das 8h às 18h. Aqueles que não estiverem em casa durante a visita dos agentes, mas residirem no raio de 300 metros, podem levar seus animais para vacinação, apresentando o comprovante de residência.

 

É crucial destacar que a prefeitura não vacinará animais de outros bairros, concentrando esforços na área de risco identificada.

 

A Dive/SC relatou outros casos de raiva em diferentes regiões do estado ao longo de 2023, alertando para a importância da prevenção. A raiva é uma doença causada por um vírus que ataca o sistema nervoso central, levando à morte em poucos dias. Além de humanos, cães, gatos, bois, cavalos, macacos, raposas e morcegos podem ser infectados.

Santa Catarina Registra o Sétimo Caso de Raiva  – Foto: Uwe Schmidt 

A transmissão ocorre pela saliva do animal infectado, seja por mordida, arranhão ou lambida. Sintomas em animais incluem mudança de comportamento, salivação abundante, falta de coordenação motora, paralisia das patas traseiras, dificuldade de engolir, medo de água e alteração no latido.

 

Para prevenir a raiva, a Dive/SC oferece orientações, como evitar tocar em animais estranhos, feridos ou doentes, não perturbar animais durante alimentação, sono ou ingestão de água, e não entrar em grutas ou tocar em morcegos, vivos ou mortos. Além disso, é recomendável vacinar anualmente cães e gatos de estimação.

Em caso de ataque por um animal, a lavagem imediata do ferimento com água e sabão é essencial para reduzir o risco de infecção.

 

Santa Catarina – Eleições escolares 2024/2027

Leia também>>> Santa Catarina – Eleições escolares 2024/2027

 

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? Participe do nosso grupo de WhatsApp ou Telegram!

Siga nosso canal no youtube também @JDVonline

Notícias relacionadas

x