Geral,Jaraguá ,Saúde

Hospital e Maternidade Jaraguá chegam aos 55 anos de superação e de zelo à saúde

A Comunidade Evangélica Luterana, mantenedora do Hospital e Maternidade Jaraguá, está comemorando os 55 anos da instituição. No entanto, o sonho de construir um hospital veio muito antes de 1966, quando esteve ao lado dos motoristas da década de 1920, no transporte de pessoas doentes em busca de assistência médica em cidades vizinhas. Junto com a comunidade católica, os luteranos batalharam para a construção do primeiro hospital de Jaraguá do Sul.

Um grupo de 17 motoristas de automóvel arrecadou fundos em planos sociais para ajudar na construção da unidade. Os motoristas sentiam de perto o drama de percorrer longas distâncias em busca de assistência.

A ata de fundação do primeiro hospital de Jaraguá do Sul assinala, entretanto, a data de 2 de agosto de 1926. O próximo passo dado, ainda no mesmo ano, foi criar uma diretoria composta por cinco integrantes da comunidade luterana e cinco da católica.

A doação do terreno foi feita por Jorge Czerniewicz. Em agosto de 1935, a sociedade de “chauffers” fez o repasse de todos os bens do hospital para a comunidade católica, e a construção passou a ser coordenada pelo Padre Alberto Jakobs.

Em 1935, a instituição passou a chamar-se Hospital São José. No dia 24 de novembro de 1946, após dez anos da construção, foi inaugurado o então Hospital São José, localizado no espaço que hoje pertence ao Hospital e Maternidade Jaraguá.

A construção que hoje abriga o Hospital e Maternidade Jaraguá foi adquirida anos mais tarde em definitivo pela Comunidade Luterana, por meio do então presidente, Walter Weller. A conquista contou ainda com o engajamento da população jaraguaense e de entidades alemãs, tanto governamentais quanto religiosas, que ajudaram para que a partir do dia 27 de fevereiro de 1966, o Hospital e Maternidade Jaraguá pudesse oferecer o que há de melhor a seus pacientes.

A instituição chamada carinhosamente de Hospital do Morro, pela sua localização, tem uma longa história de práticas assistenciais na área da saúde e da filantropia, pauta no respeito às pessoas e aos valores éticos.

Nova ala da maternidade inicia atividades

A data foi lembrada internamente na sexta-feira com os colaboradores com almoço especial, inclusive com o bolo comemorativo. No dia 18 de fevereiro, como marco dos 55 anos, foi inaugurada a nova ala da maternidade, investimento de R$ 1,8 milhão.

A nova ala que inicia as atividades efetivamente nesta terça-feira, 2 de março, conta com um Centro de Parto Humanizado, que permite aumentar em 20% a sua capacidade de atendimento, trazendo ainda mais segurança às mamães e bebês de toda a região.

O Centro conta com Pronto Atendimento Obstétrico, formado por três salas de observação/medicação e dois consultórios. Com esta ampliação, a área também passou a contar com mais 10 novos leitos de UCI - Unidades de Cuidados Intermediários, novo espaço de triagem e sala de espera, além de cinco leitos destinados ao pré-parto, parto e pós-parto.