Geral

Aids cresce entre jovens de 20 a 29 anos em Jaraguá do Sul

A Secretaria de Saúde lançou uma campanha pelo Dia da Luta contra Aids com foco principal na prevenção da doença

02/12/2020

Por

Aids cresce entre jovens de 20 a 29 anos em Jaraguá do Sul

A Secretaria Municipal de Saúde, lembrando o Dia Mundial de Luta Contra a Aids (1), está lançando uma campanha em vídeo para divulgação em redes sociais tendo como foco principal a prevenção contra essa doença.

De acordo com a supervisora do Serviço de Atenção Especializada em HIV/Aids e Hepatites Virais (SAE) e do Centro de Testagem e Aconselhamento (CAT) da Diretoria de Vigilância em Saúde, Leníria de Cássia Menel, a escolha de uma campanha em redes sociais se deu pelo fato do alcance de divulgação, principalmente entre a população mais jovem que é mais atingida pelo HIV e considerada prioritária para as ações de prevenção.

Leia mais:

Além disso, pela questão da pandemia da Covid-19 que impossibilitou iniciativas que pudessem ocasionar aglomeração de pessoas. O objetivo é que as pessoas que tenham acesso ao vídeo reflitam, sejam sensibilizadas e compartilhem a informação.

“As pessoas que vivem com HIV ou Aids em Jaraguá do Sul, têm assistência ao tratamento realizado no Serviço de Atenção Especializada em HIV/Aids e Hepatites Virais (SAE) que também atende quem reside em Guaramirim, Corupá, Schroeder e Massaranduba”, destaca Leníria.

O serviço conta uma equipe formada por enfermeira, recepcionista, médico infectologista, médica pediatra, técnica de enfermagem, psicóloga, assistente social e farmacêutica. Atualmente o diagnóstico é realizado com o uso do Teste Rápido que está disponível em todas as Unidades de Saúde, hospitais e no CTA.

Ao receber um diagnóstico de HIV o paciente é acolhido pela psicóloga e orientado sobre os próximos passos para o seu tratamento, como exames laboratoriais, consultas de enfermagem e com médico, dispensação de medicação pela farmacêutica, questões de garantia de direitos com assistente social e demais encaminhamento que fizerem necessários.

Notificação de casos é maior entre 20 e 29 anos de idade

De 2015 a 21 de outubro de 2019, estavam cadastrados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação, 500 residentes em Jaraguá do Sul, sendo 335 masculinos e 165 femininos. A faixa etária predominante com HIV/Aids em Jaraguá do Sul é de 20 a 29 anos (171), de 30 a 39 anos (164) e de 40 a 49 anos (94).

O número de notificação tem caído: 2015 (163), 2016 (102), 2017 (101), 2018 (72) e 2019, até 32 de outubro, 62 registros.

Receba as notícias do JDV no WhatsApp!

Notícias relacionadas

x