Colunas

Câmara em novo endereço?

A sede atual, totalmente adaptada para abrigar o Legislativo, implicou na instalação de verdadeiro labirinto de divisórias

25/07/2021

Por

Nascido em Blumenau, 70 anos, 55 de profissão, incluindo passagens pelo rádio. E em jornais diários como A Notícia (Joinville), Jornal de Santa Catarina (Blumenau) e O Correio do Povo (Jaraguá do Sul)

Câmara em novo endereço?

Informações não-oficiais dão conta de que a Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul pode mudar de endereço. Isso depois de 21 anos instalada no prédio de dois pisos comprado da Associação Empresarial no ano de 2000, na gestão do ex-presidente Afonso Piazera Neto. O local ainda não estava definido até o fechamento da coluna. A sede atual, totalmente adaptada para abrigar o Legislativo, implicou na instalação de verdadeiro labirinto de divisórias. Que levam a muitas salas sem ventilação natural.

Labirinto de divisórias

O mesmo labirinto de divisórias que se vê no prédio da Prefeitura (antiga fábrica da Marquardt, depois Marisol), comprado em abril de 2004, no governo de Irineu Pasold, por R$ 8,1 milhões. Como os prazos das parcelas do negócio não foram honrados pelo município, a conta subiu para R$ 14 milhões.  Desde a primeira composição, em 1934, quando se instalou no prédio construído para abrigar, também, a Prefeitura e o Fórum da Comarca (hoje Museu Emílio da Silva), a Câmara vai para seu quarto endereço. Antes da sede atual, funcionou em imóvel da Rua Gumercindo da Silva (ao lado do Itajara Hotel).

Udo na campanha

Depois de quatro anos (primeiro mandato de Antidio lunelli) como vice-prefeito e praticamente no anonimato, Udo Wagner, que por um ano comandou a secretaria municipal de Desenvolvimento Econômico (2017) reaparece em público. Agora como uma espécie de consultor sobre projetos para o “desenvolvimento de Jaraguá do Sul e Santa Catarina”, escreveu o prefeito pré-candidato a governador em sua página do Facebook.

Sinuca de bico

O MDB vive situação tal e qual o jogador de bilhar encurralado por uma sinuca de bico. Deputados estaduais, na maioria, defendem chapa majoritária pura- governador, vice e senador, como a via do consenso. Mas, outras lideranças querem a indicação dos candidatos pela eleição interna dos 185 mil filiados. E, ainda, os que culpam a escolha via eleição prévia pelo ranger de dentes que se seguiu. Em se tratando de MDB, nada de novo. Não é?

Braços cruzados

Ganhe quem ganhar o apartheid está estabelecido. O fosso aberto com a morte de Luiz Henrique da Silveira, queiram ou não um estrategista mais que respeitado no MDB (e fora dele também) mesmo por aqueles que não o tinham em boa conta, dificilmente será contornado. Até porque a ostentação de alguns e a arrogância de outros não combinam com o atual estado das coisas no partido. Com qualquer resultado, haverá braços cruzados na campanha.

Dória deve visitar Santa Catarina

No final de agosto, o governador de São Paulo, João Dória Júnior (PSDB), deve visitar Santa Catarina, como pré-candidato à presidência da República. As principais agendas devem ser cumpridas em Florianópolis e Criciúma. Mas Dória deve ir, também, a Pinhalzinho, no Oeste catarinense, com cerca de 20 mil habitantes. Lá nasceu Bia Dória, 61 anos, mulher do governador paulista. O prefeito de lá, Mário Woitexem, também é tucano. João Dória atende convite de seu secretário de Turismo, Vinicius Lummertz, catarinense de Rio do Sul.

 

Notícias relacionadas

x