Colunas

Coluna: Ciro em SC

Ciro tem se apresentado- sem qualquer modéstia- como a opção dos eleitores que não querem Lula (a se confirmar a candidatura) ou Bolsonaro.

26/09/2021

Por

Nascido em Blumenau, 70 anos, 55 de profissão, incluindo passagens pelo rádio. E em jornais diários como A Notícia (Joinville), Jornal de Santa Catarina (Blumenau) e O Correio do Povo (Jaraguá do Sul)

Coluna: Ciro em SC

Divulgação

 

Ciro Gomes (PDT), ex-governador do Ceará e ex-ministro dos governos de Lula da Silva (PT) e Dilma Rousseff (PT) vem a Santa Catarina na semana que vem em campanha à presidência da República.

Dia 30 em Joinville, dia 1º de outubro vai a Itajaí e no dia 2 à Florianópolis. Onde participará de um ato “a favor da democracia” convocado por partidos de oposição.

Terceiro em 2018

Ciro tem se apresentado- sem qualquer modéstia- como a opção dos eleitores que não querem Lula (a se confirmar a candidatura) ou Bolsonaro.

Em 2018 foi o terceiro mais votado com 13,4 milhões de votos, atrás de Fernando Haddad (PT) com 31,3 milhões e Jair Bolsonaro (então no PSL), com 49,2 milhões de votos.

Lula e Bolsonaro

Verbalmente agressivo, sobre Lula ele disse à Revista Cult, de São Paulo: “Não é preciso chamar Lula de ladrão ou de maior corruptor do Brasil para criticar duramente a candidatura dele”.

À Revista Dinheiro, rotulando Jair Bolsonaro como criminoso, incompetente e genocida: “Não é só derrotar o Bolsonaro. Eu já assinei três pedidos de impeachment e o Lula, nenhum”.

Semana Nacional do Trânsito

Santa Catarina é o 6º estado com maior número de veículos. Apesar de ser o 10º em número de habitantes, há no Estado 5,5 milhões de veículos para uma população de 7,3 milhões. Nos últimos 15 anos, foram acrescidos anualmente 100 mil novos veículos.

No Brasil são 455 veículos para mil pessoas, enquanto em SC são 699 veículos para cada mil pessoas. Os números estão em relatório divulgado pelo comandante-geral da Polícia Militar, Dionei Tonet.

Números alarmantes

Mas, também somos o 4º estado com maior número de mortes em trânsito, embora a malha viária catarinense seja menor que a dos estados do Rio Grande do Sul, Paraná ou São Paulo, por exemplo. O maior número de mortes no trânsito ocorre entre 18h e 24h, quando muitas pessoas estão retornando as suas casas.

E o pior: a maior parte dos acidentes ocorre por colisão frontal, por excesso de velocidade, ultrapassagem em locais proibidos e ingestão de álcool.

Dia “D” no PSD

Em meio às incertezas sobre candidaturas a governador em 2022, o PSD decidiu antecipar a definição de um nome à sucessão de Carlos Moisés (sem partido). Será dia 4 de outubro, em Florianópolis.

São três interessados: o ex-governador Raimundo Colombo, o ex-prefeito de Blumenau, Napoleão Bernardes, e o presidente estadual do partido, deputado Milton Hobus. Prefeito de Chapecó, João Rodrigues, também quer mas não está nas conversas da cúpula.

MDB sem solução

No MDB, os três pretendentes a governador vão se reunir com a bancada dos nove deputados estaduais em data ainda não definida. Deputado Celso Maldaner, senador Dario Berger e o prefeito Antidio Lunelli defendem a escolha do candidato em outubro.

Os deputados querem a data de 15 de fevereiro. Entre os federais, Carlos Chiodini apoia Lunelli. Rogério “Peninha” Mendonça está fechado com Berger.

“Sou o melhor”

De Dario Berger sobre as pretensões do prefeito de Jaraguá do Sul, Antidio Lunelli, como candidato a governador: ““Eu tenho o melhor currículo.

Não terei dificuldade de apoiar o Antídio se ele for o candidato, mas estou tentando convencê-lo de que ele começou agora”. Traduzindo: Berger quis dizer que já foi vereador, prefeito de São José e Florianópolis e, agora, há sete anos é senador.

Notícias relacionadas

x