Colunas

Coluna: O universo de Luna

Se tivesse que deixar um conselho para Luna, com certeza seria esse: “Lute como uma garota! Mantenha a empatia e a ternura nesse teu lindo coração”.

15/05/2022

Por

Sônia Pillon é jornalista e escritora, formada em Jornalismo pela PUC-RS e pós-graduada em Produção de Texto e Gramática pela Univille. É Presidente de Honra da ALBSC Jaraguá do Sul.

Coluna: O universo de Luna

Luna, moon, lua… O astro que nos instiga ao olharmos para o céu noturno também é o nome do ser mais encantador, que em sua primeira infância traz uma energia leve, que aquece o coração. Luna é assim! A menina de cabelos cacheados e luminosos, balançados pelo vento, é pura energia!

Com seus pequenos e atentos olhos verdes, que brilham mais do que as mais preciosas e raras pedras, ela enxerga um mundo de amor e entendimento, em que a ludicidade preenche seus dias. Amorosa, para ela, toda a criança é “amiguinho” e “amiguinha”, que ela imediatamente procura interagir e brincar.

Com a pureza típica de uma criança em sua tenra idade, meninas e meninos são todos iguais, sem nenhuma distinção de aparência, raça, ou classe social. Não há espaço para restrições, nem discriminações. O que ela quer, mesmo, é se divertir jogando bola e compartilhando os brinquedos do playground do condomínio, ou do parquinho público.

Nesses momentos, é ela quem sempre toma a iniciativa para convidar a criançada para compartilharem o balanço, o escorregador, a gangorra e o gira-gira. Quando está com os pais, ou avós, ao ver chegar uma outra criança no espaço, logo aponta: “Olha o (a) amigo (a)!”. Ela já chega sorrindo e pergunta, com naturalidade: “Vamos brincar?”. Nessas horas, até os mais retraídos não conseguem resistir a essa afetuosidade natural, uma característica incomum nesse mundo de “gente grande” que conhecemos tão bem…

No universo de Luna, não faltam unicórnios, fadinhas, bruxinhas, príncipes, princesas, castelos, bichos de pelúcia, desenhos animados, assim como o alegre conviver com os coleguinhas da creche. Também há espaço para a convivência carinhosa com animais de estimação de verdade, como os gatos Cherrie, a Gorda e a Branca.

Sim, o universo de Luna é repleto de alegria e encantamento! Pela janela da Infância, ela vislumbra um mundo colorido, de descobertas e aventuras em sua plenitude.

É certo que as crianças crescem e que a cada fase da vida, muitas ilusões se perdem pelo caminho. À medida que a jornada da vida avança, com a chegada da adolescência e os constantes desafios da fase adulta, nossas percepções mudam. Precisamos perder a ingenuidade para sobreviver e superar os obstáculos que se apresentarem.

Sim, sim, a gente sabe que as crianças crescem… Mas hoje, ao acompanhar de perto o universo de Luna, com seus três aninhos, torço para que essa menina adorável cresça saudável, forte e determinada para realizar os seus sonhos.

Se tivesse que deixar um conselho para essa minha neta amada, com certeza seria esse: “Luna, lute como uma garota! E mantenha sempre a empatia e a ternura nesse teu lindo coração”.

Notícias relacionadas

x