Estadual

Estiagem em maio recua em Santa Catarina, aponta Monitor de Secas

O secretário da Sema lembra que apenas da significativa melhora em relação à estiagem, é importante manter os cuidados de prevenção e economia de água

23/06/2022

Por

Jornalista apaixonada por cultura e segurança pública

Estiagem em maio recua em Santa Catarina, aponta Monitor de Secas

Divulgação/Secom

O Monitor de Secas de maio aponta melhora na estiagem em função das chuvas acima da média em todo o Estado. 

Santa Catarina se destacou para melhor a situação da seca em todo o território, especialmente no Oeste que de acordo com o relatório divulgado pela secretaria Executiva do Meio Ambiente (Sema), passou de grave para fraca. Já o Leste catarinense passou de condição de seca fraca para sem seca relativa. 

O secretário da pasta, Leonardo Porto Ferreira, lembra que apenas da significativa melhora em relação à estiagem, é importante manter os cuidados de prevenção e economia de água. 

“O governo de Santa Catarina tem agido para amenizar os impactos da falta de chuva, especialmente no Oeste e Extremo Oeste, que vem ocorrendo, cada vez com mais intensidade, nos últimos anos. Por isto, também, a importância da continuação deste monitoramento visando a gestão integrada de recursos hídricos superficiais e subterrâneos. O Monitor de Secas consegue registrar isso para ações imediatas e, também, em longo prazo”, comenta.

Nesta quarta-feira (22), na sala de Crise Hídrica da região Sul foram discutidos a questão hídrica, sendo ressaltado a consolidação da mudança no cenário hidrológico frente a crise hídrica. 

Segundo o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) as previsões indicam que em julho não haverá permanência favorável, com menores volumes de precipitação e a possibilidade de anomalias negativas de precipitação em Santa Catarina. 

Em âmbito nacional, o projeto é coordenado pela Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA). Várias entidades colaboram na elaboração e validação dos dados. Em Santa Catarina, o trabalho é desenvolvido pela secretaria Executiva do Meio Ambiente (Sema), integrada à secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável. 

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x