Geral

Fundo Covid permite dobrar capacidade de atendimento do hospital Santo Antônio de Guaramirim

Com a doação de mais de R$ 802 mil de empresas ao Fundo Covid criado pela Aciag, o hospital atende mais de 16 mil pessoas com sintomas da doença

11/05/2021

Por

Jornalista apaixonada por cultura e segurança pública

Fundo Covid permite dobrar capacidade de atendimento do hospital Santo Antônio de Guaramirim

Com a doação de mais de R$ 802 mil de empresas ao Fundo Covid, criado pela Associação Empresarial de Guaramirim (Aciag) em 2020, o hospital Santo Antônio pode duplicar a capacidade de atendimento a casos da doença, evitar a transferência de pacientes e diminuir número de mortes no município, em especial pela Covid-19.

Leia mais

“Elas possibilitaram atender mais de 16 mil pessoas com sintomas de Covid-19, na porta da emergência, e mais de 440 internações de pacientes sintomáticos do coronavírus”, informa o gestor do hospital, Valmor Busnello, do Instituto Santé.

O fundo também permitiu que o hospital implantasse uma segunda porta de emergência específica para pacientes Covid-19, duplicando a capacidade instalada.

“As doações tiveram participação importantíssima no atendimento, ajudando a salvar vidas. Sem as doações recebidas por meio da campanha encabeçada pela Aciag, não teríamos condições de atender e salvar as vidas dos pacientes que precisaram de respiradores, monitores, entre outros. Tivemos menos de 60 transferências para UTI e somente 17 óbitos, neste ano de pandemia”, relata.

No ano passado, o hospital recebeu R$ 400 mil em equipamentos médicos e equipamentos de proteção individual, para funcionários. Neste ano já foram doados R$ 175 mil ao hospital e existe garantia de receber mais R$ 100 mil.

Esses recursos já estão sendo investidos, com a compra de um aparelho de ultrassom e a reforma na unidade para abrir mais 15 leitos clínicos.

Fundo continua recebendo doações

O presidente da Aciag, Adilson César Demathe, diz que as doações ao Fundo Covid estão fazendo toda a diferença. Para a entidade, o setor produtivo regional entendeu a gravidade da situação e aceitou o chamado para contribuir, entendendo que a saúde é um dos maiores bens em que as empresas podem investir.

“É muito louvável toda e qualquer doação. Ano passado recebemos cerca de R$ 420 mil, esse ano mais R$ 400 mil e ficamos extremamente felizes com todas as doações. Inúmeros empresas já fizeram a sua doação, pessoas físicas também, associados e a comunidade em geral, seja um valor alto, seja um valor simbólico. Isso engrandece esse projeto, é um trabalho louvável”, diz o presidente.

A Aciag vai continuar com fundo, pois ainda há demanda para melhorar o atendimento no hospital, desafogando os outros hospitais da região, como de Jaraguá do Sul. O Fundo Solidário, é gerido pela Aciag, mas tem a participação da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, CDL e prefeitura. Já contribuíram as empresas Lunelli, Confecções Dila, Dibrape, Crevisc, Weg, Raumak, MM Sucatas, OBB Advogados, Despachante Gobbi, Mirim Odontopediatria, PFs e Chiodini Contabilidade.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x