Geral

Homem que invadiu casa do ex-chefe e fez família de refém no Sul de Santa Catarina após demissão é morto pela PM

Segundo a Polícia Civil, o ex-patrão é dono de uma empresa de construção civil e o suspeito trabalhou alguns dias como servente de pedreiro, sendo dispensado no fim de semana

05/07/2021

Por

Um homem de 28 anos, que invadiu a casa do ex-chefe e fez a família dele de refém em Balneário Gaivota, no sul catarinense, morreu ao ser baleado pela polícia após liberar a última vítima que estava com ele. 

Leia mais

Conforme o delegado da Polícia Civil responsável pelo caso, Luís Otávio Pohlmann, os quatro reféns saíram ilesos. 

“O homem investiu contra os policiais com uma faca e acabou sendo alvejado para garantir a integridade física dos policiais. […]Após liberação da última refém, foi iniciado o processo de rendição dele. Ele não se rendeu, partiu para cima dos policiais, aí foi alvejado”.

De acordo com a polícia, o homem foi demitido no fim de semana pelo ex-chefe, que é dono da casa e não estava no local. 

Ele entrou na residência armado com uma faca por volta das 7h30 e fez a mulher do ex-empregador e os três filhos do casal de reféns. 

O homem foi liberando as crianças de quatro, 15 e 16 anos, ao longo das negociações. 

Por volta das 17 horas, o suspeito liberou a mulher do ex-chefe, de 36 anos. 

Segundo a Polícia Civil, o ex-patrão é dono de uma empresa de construção civil e o suspeito trabalhou alguns dias como servente de pedreiro, sendo dispensado no fim de semana. 

“Em tese, esse é o motivo”, informou o delegado.

O Instituto Geral de Perícias foi até o local para recolher o corpo. Um inquérito será instaurado para apurar o caso.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

 

Notícias relacionadas

x