Geral

Hospital e maternidade Jaraguá realiza pela segunda vez arteriografia digital do cérebro

A neurorradiologia intervencionista pode ser descrita como uma técnica minimamente invasiva

24/08/2021

Por

Jornalista apaixonada por cultura e segurança pública

Hospital e maternidade Jaraguá realiza pela segunda vez arteriografia digital do cérebro

Pela segunda vez na história do hospital e maternidade Jaraguá, a unidade realizou um procedimento de neurorradiologia intervencionista chamado de arteriografia digital do cérebro. O procedimento foi feito em um homem de 35 anos na última sexta-feira (20).

Leia mais:

O objetivo da neurorradiologia, foi visualizar as artérias e veias cerebrais de um paciente que sofreu complicações de um traumatismo craniano.

“Com a realização da arteriografia digital foi possível identificar a melhor linha de tratamento para a fístula carótico-cavernosa desenvolvida em resultado do traumatismo do paciente”, explica o neurocirurgião Dr. Leonard Rocha Fonseca de Brito (CRM-SC 21739 / RQE 12688), um dos especialistas que atuou no procedimento.

Segundo ele, o procedimento pode ser descrito como um cateterismo das artérias cerebrais utilizado para apurar as informações sobre o quadro e, deste modo, escolher o tratamento ideal.

“O paciente sentia dor, sensação do olho pulsar e sopro no ouvido. Diante da situação, o nosso objetivo foi visualizar as artérias do cérebro para identificar a melhor estratégia de tratamento”, conta.

Conforme Brito, a neurorradiologia intervencionista pode ser descrita como uma técnica minimamente invasiva e para os padrões da neurocirurgia, a duração da arteriografia digital é considerada rápida. Neste caso, que aconteceu em Jaraguá do Sul na sexta, o procedimento durou cerca de 30 minutos.

“Esta foi a segunda vez que realizamos a arteriografia digital aqui no hospital Jaraguá. O procedimento normalmente é realizado por dois profissionais. Neste caso o neurocirurgião Dr. Michael Ricardo Lang (CRM/SC 14723), colega que tem excelente formação em neurorradiologia intervencionista, foi quem conduziu o exame. Correu tudo bem e o próximo passo é programar o tratamento definitivo deste paciente”, conta o especialista.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x