Geral

Irmã Zenaide conta em livro sobre o convívio com o Padre Aloísio em Jaraguá do Sul

Na publicação, ela observa que relaciona os lugares em que o Padre Aloísio morou, se santificou e ajudou o povo nos 92 anos de sua vida bem viva.

15/05/2020

Por

A Irmã Zenaide Araújo, da Fraternidade Mariana do Coração de Jesus, lançou o livro “Convivi com um Santo”. Ela conviveu por mais de quatro décadas com o Padre Aloísio Boeing, fundador da congregação, tendo, portanto, amplo acompanhamento da vida e da obra do Servo de Deus, cujo processo de beatificação encontra-se na Congregação da Causa dos Santos, no Vaticano.

A Irmã Zenaide fala sobre o livro: “Tive a inspiração de escrever o livro depois que ele faleceu.

Pensando em tudo o que vimos, convivemos e admiramos da vida dele. Pensei também em aproveitar e partilhar as mais de setecentas fotos que tirei dele. Conheci o Padre Aloísio quando tinha 14 anos de idade, hoje tenho 70, portanto convivi com esse “santo” por 42 anos”.

A religiosa disse que residiu desde criança em Jaraguá do Sul e que conheceu o Padre nas pastorais e movimentos e nas santas missas na Igreja São Sebastião.

“No livro tenho o prazer de contar um pouco a convivência dele com as Irmãzinhas da Fraternidade Mariana do Coração de Jesus e também fiz uma linha do tempo com 140 momentos importantes de sua vida dedicada a Deus e ao próximo”, conta.

Leia mais:

Para ela, a beleza do livro está no seu colorido, com 215 fotos e em 140 páginas. “A maior parte dos fotografias eu mesma tirei. Muitas vezes, sem a permissão dele. Talvez você, ao ver o livro, ache-se numa delas”, registra.

Zenaide diz que tentou mostrar pelas fotos e pelos escritos o amor, a ternura, o carinho do Padre Aloísio para com todo o povo de Deus. “Você vai conhecer melhor quem foi aquele homem sério, quieto e concentrado diante do povo. É um livro fácil e agradável para ler e compreender”.

Na publicação, a Irmã Zenaide observa que relatou os lugares em que Padre Aloísio morou, se santificou e ajudou o povo nos 92 anos de sua vida bem vivida. Cita que o número 12 é uma característica e novidade no livro, que está sendo vendido ao preço promocional de R$ 35,00.

Como está o processo de beatificação do Padre Aloísio?

O Padre Léo Heck e a Irmã Edena Bittencourt, do Instituto Padre Aloísio, contam que o processo se encontra no final da fase romana. No ano passado foi concluído o estudo e análise de toda a documentação sobre a vida e a obra do Servo de Deus, Padre Aloísio, enviado à Congregação da Causa dos Santos.

“Eles verificam cuidadosamente se o Padre teve uma vida de fé autêntica, de alegria e entusiasmo no sacertócio, uma vida de oração e união a Jesus. Importa muito a prática da caridade nas atitudes do dia a dia. Todos sabemos que o Padre Aloísio teve tudo isso em grau maior que a maioria de nós. Isso se chama virtude heroica”.

No final de 2019 foi entregue ao Vaticano o documento “Positio”, com 700 páginas, que serve de base para o Papa emitir o decreto de venerabilidade. A venerabilidade, segundo o Padre Léo e a Irmã Edena, significa que é oficialmente candidato da igreja para um dia ser santo de altar.

Presentemente aguarda-se o decreto tornando o Padre Aloísio candidato à santidade. “As questões processuais obedecem a um rito próprio, sem muita pressa. E há uma razão simples para isso: dar tempo para que surjam as provas definitivas do candidato a santo, ou seja, um milagre”.

Ainda não existe um milagre cientificamente comprovado e quando isso ocorrer será mantido em segredo até a sua comprovação definitiva. Existem vários casos sendo estudados junto aos médicos, segundo Léo e Edena.

“O milagre geralmente acontece no campo da cura física. Para que haja um milagre, a cura física deve ser instantânea, inesperada e que a ciência não explica. Outra coisa importante é a que a intercessão seja muito clara”, disseram.

Processo de santificação já tem oito anos de caminhada

O Padre Léo Heck e a Irmã Edena Bittencourt observam que a fama de santidade do Padre Aloísio, bem como os sinais que acompanham crescem continuamente. “Temos inúmeras bênçãos, favores do céu, graças, verdadeiros milagres, ao menos para as pessoas”. Existe a expectativa dos postuladores de que o Padre Aloísio seja logo declarado beato e santo.

“Não é algo que podemos planejar. O que podemos fazer é intensificar a oração, pedindo a Deus, por intercessão do Servo de Deus, um milagre que venha comprovar a sua santidade. Continuamos pedindo, à espera de um sinal forte. Contamos com a ajuda do povo para fazer a intercessão a fim de que ele possa ser beatificado”.

O processo de beatificação e santificação é longo e custoso. No caso de Padre Aloísio, já são oito anos de caminhada. O Instituto Padre Aloísio é a entidade responsável para dar suporte legal e administrar a causa.

Recentemente foi lançada a campanha do sócio contribuinte “Junte-se à Causa”. Pessoas físicas e jurídicas têm colaborado, como também o peregrino devoto que deixa a sua contribuição anônima na coleta.

Notícias relacionadas

x