Geral

Município e entidades debatem ocupação das margens de rio em Jaraguá do Sul

Jaraguá do Sul já segue essa orientação, e continuará aplicando a lei da Área Urbana Consolidada que estabeleceu critérios, baseados no Código Florestal

10/05/2021

Por

Jornalista apaixonada por cultura e segurança pública

Município e entidades debatem ocupação das margens de rio em Jaraguá do Sul

A recente decisão do Superior Tribunal de Justiça sobre o tema 1010 – que trata do afastamento dos cursos d’água em áreas urbanas –, foi tema de uma reunião na semana passada na prefeitura de Jaraguá do Sul. O encontro reuniu o presidente e servidores da da Fujama, secretário e servidores do Planejamento e Urbanismo, Procurador-Geral do Município, mais representantes da Associação Empresarial, que debateram com o Promotor do Meio Ambiente, Alexandre Schmitt dos Santos, a respeito da decisão do STJ.

Leia mais

O STJ decidiu que nas áreas urbanas dos municípios deve ser respeitado o afastamento dos cursos d’água previsto no Código Florestal (Lei Federal número 12.651/2012) e não aquele previsto na lei de parcelamento de solo (Lei Federal número 6.766/1979). O município de Jaraguá do Sul já segue essa orientação, e continuará aplicando a lei da Área Urbana Consolidada – Lei Municipal 7.235/2016 – que estabeleceu critérios, baseados no Código Florestal, para regularizar imóveis inseridos em áreas urbanas consolidadas.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x