Colunas

Norte com Antidio

Como a coluna já havia previsto, o MDB do maior colégio eleitoral do Estado e sem candidato a governador, selou apoio à sua candidatura.

27/07/2021

Por

Nascido em Blumenau, 70 anos, 55 de profissão, incluindo passagens pelo rádio. E em jornais diários como A Notícia (Joinville), Jornal de Santa Catarina (Blumenau) e O Correio do Povo (Jaraguá do Sul)

Agora só falta combinar com o eleitorado de Joinville. Como a coluna já havia previsto, o MDB do maior colégio eleitoral do Estado e sem candidato a governador, selou apoio à candidatura de Antidio Lunelli, o prefeito de Jaraguá do Sul.

Vereadores de Barra do Sul, também. Uma questão de lógica. O MDB de Joinville e região não terá sequer candidato a senador por absoluta falta de nomes que sejam consistentes nas urnas. Mas ainda não se sabe se o candidato do MDB será ou não indicado em eleição com o voto dos seus 185 mil filiados.

Corrida por apoios

O tal “consenso” para que o MDB não rache de vez, parece cada vez mais longe. O partido não só ocupa secretarias estaduais importantes como já reconhece o trabalho do governador Carlos Moisés (sem partido).

No fim de semana em Chapecó, onde deixou recursos de R$ 350 milhões, o elogio rasgado veio de ninguém menos que o presidente do diretório estadual, Celso Maldaner: “Muito orgulho do seu trabalho, governador. Já lhe fiz o convite informalmente e vou fazer também formalmente”. Convite para Moisés se filiar ao MDB.

Rodovias federais

Para dia 3 de agosto está marcada audiência pública com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, a pedido dos senadores Esperidião Amin (PP) e Dario Berger (MDB).

Entre outras coisas, para se saber de que forma serão aplicados os R$ 350 milhões de recursos do Estado nas obras em rodovias federais. Nada menos que R$ 350 milhões. Do total, míseros R$ 50 milhões para a BR-280 se comparado aos R$ 200 milhões já carimbados para a BR-470. No caso da 280, o pior de tudo é o “amém”.

Tucanos com Salvaro

Líderes tucanos da região Sul catarinense devem se reunir em agosto para anunciar a pré-candidatura do prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, a governador. O grupo bate de frente com a deputada federal e presidente estadual do partido, Geovânia de Sá. Que há pouco tempo anunciou a pré-candidatura do ex-deputado Gelson Merisio. Que disputou o segundo turno em 2018 com Carlos Moisés (sem partido) ainda pelo PSD.

Oliveira e Paulinho

Agora filiado ao Podemos, onde é o presidente de honra (já passou pelo PFL, DEM, PSD e PSB) Paulinho Bornhausen será candidato a senador em 2022. Filho do ex-governador Jorge Konder Bornhausen e com três mandatos de deputado, em 2014 disputou a mesma eleição, mas perdeu para Dario Berger (MDB). O prefeito reeleito de Balneário Camboriú, Fabricio Oliveira, é o pré-candidato a governador. Nomes foram confirmados no sábado (24) à noite.

Seis pré-candidatos

Até agora, PL, MDB, PT, PDT, PSDB e Podemos são os partidos que já anunciaram pré-candidaturas para governador. Falta definir os nomes de PSD e PP. Porém, em meio a essa penca de candidatos, os únicos nomes novos são os dos dois prefeitos reeleitos de Jaraguá do Sul, Antidio Lunelli, e Oliveira de Balneário Camboriú. Os outros pretendentes são: Jorginho Mello (PL), Décio Lima (PT), Fernando Coruja (PDT) e Gelson Merisio (PSDB).

Notícias relacionadas

x