Geral

Semana Nacional do Trânsito alerta à responsabilidade ao dirigir

De acordo com levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil aparece em 5º lugar no ranking de países recordistas em mortes no trânsito

19/09/2021

Por

Semana Nacional do Trânsito alerta à responsabilidade ao dirigir

Reprodução

A Semana Nacional de Trânsito (SNT), conforme disposto no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), é comemorada anualmente entre os dias 18 e 25 de setembro. Nesse período, são realizadas ações em todo o País com o objetivo de conscientizar todos os envolvidos no dia a dia do trânsito, sejam eles motoristas, passageiros, motociclistas, ciclistas ou pedestres. A SNT 2021 traz o tema das Campanhas Educativas para este ano: “No trânsito, sua responsabilidade, salva vidas”.

De acordo com levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil aparece em 5º lugar no ranking de países recordistas em mortes no trânsito. Além disso, a OMS estima que 90% das mortes acontecem em países em desenvolvimento, como é o caso do Brasil, ao passo que evidencia que esse grupo possui quase a metade dos veículos do planeta.

Ou seja, é bem mais arriscado dirigir um veículo nesses países, principalmente se for uma motocicleta. Oito em cada dez pessoas que morreram em acidentes de trânsito no Brasil são homens. O condutor do veículo é o que mais sofre as consequências, seguido pelo pedestre e por último o passageiro.

70% das vítimas são jovens entre 18 e 34 anos. A metade das vítimas, tanto de óbitos quanto de lesões permanentes, produto de acidentes de trânsito no país, têm entre 25 e 44 anos.

A pandemia reduziu o número de mortes no trânsito no Brasil em 2020, mas 35 mil pessoas perderam a vida em acidentes, contra uma média anual de 40 mil, volume que ainda é considerado como “extremamente alto”.

1.750 acidentes no ano passado

Dados divulgados este ano pela Seção Técnica do 14º Batalhão de Polícia Militar relacionados aos acidentes de trânsito em 2020, em Jaraguá do Sul, mostram que aconteceram 1.750 acidentes, dos quais 1.232 em vítimas e 518 com vítimas, destes 597 com pessoas feridas e seis vítimas fatais. As colisões lideraram (1.480), seguida por choques (123), atropelamentos (57), capotamentos (10), tombamentos (9) e 71 de outras naturezas. Dos 1.750 acidentes havidos, a falta de atenção foi responsável por 1.399 ocorrências, desobedecer a sinalização 40, embriaguez 27, defeito mecânico em veículo 24, defeito na via 18 e ultrapassagem indevida 21.

Nesses acidentes foram envolvidos 3.365 veículos automotores. Os automóveis foram a maioria: 1.968. Com motos, motocicletas e motonetas 459, caminhonete 297, camionetas e utilitários 240, com bicicleta 79, pedestres sete e trens duas ocorrências.

Dos 3.345 condutores envolvidos nos acidentes registrados pelo 14º BPM em Jaraguá do Sul, no ano passado, 2.536 eram masculinos e 809 femininos. A faixa etária predominante foi acima de 41 anos, com 1.371; de 31 a 40 anos 926 envolvidos, de 18 a 25 anos (558), de 26 a 30 anos (478) e 12 menores de 18 anos.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x