Estadual,Geral

Defesa Civil desenvolve novo sistema de emissão de alertas

Foto: Divulgação

Na segunda-feira (14) a Defesa Civil de Santa Catarina colocou em funcionamento a nova plataforma para emissão de alertas de curtíssimo prazo, utilizada nos alertas das previsões com no máximo seis horas antes do evento climático.

O sistema foi desenvolvido pela equipe de meteorologistas da Defesa Civil, com custo zero, e tem o objetivo de informar melhor a população durante o monitoramento meteorológico no Estado.

Esta é uma nova forma de comunicação dos alertas das tempestades, que ressalta ainda mais as cores que informam a severidade do evento.

Ou seja, para status de observação é utilizada a cor amarela, representando nível moderado, a cor laranja indica atenção, destacando nível alto, e o alerta é representado pela cor vermelha, que demonstra risco muito alto.

As mensagens enviadas via SMS, Google e por meio das emissoras fechadas de televisão não sofrem alterações e continuarão a ser encaminhadas a partir do nível de atenção.

Aldo Baptista Neto assume como chefe da Defesa Civil

O governador Carlos Moisés anunciou na sexta-feira (11) Aldo Baptista Neto como o novo chefe da Defesa Civil estadual.

Neto é coronel da reserva do Corpo de Bombeiros Militar e já chefiou a coordenadoria regional de Defesa Civil em Blumenau. O militar trabalhou nos últimos meses como secretário-adjunto de Estado da Saúde e dirigiu o SAMU anteriormente.

Aldo Neto também já serviu na Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, com a função de coordenador-geral de Gerenciamento de Desastre.

João Batista Cordeiro Júnior, que deixou a chefia da Defesa Civil por motivos de ordem pessoal, ocupou o cargo por dois anos e dois meses e enfrentou eventos climáticos como os tornados no Oeste do Estado e o ciclone bomba.

Aldo salientou que buscará manter o status da Defesa Civil catarinense como uma das mais avançadas em todo o Brasil.

Seu antecessor, João Batista, teve papel essencial para a busca de soluções acerca do escorregamento havido em fevereiro de 2019 na região da Vila Freitas, em Guaramirim, em especial na busca dos recursos federais.