Moisés precisa de quatro votos contra seu afastamento para retornar ao comando do governo de Santa Catarina

Celso Machado

Nascido em Blumenau, 68 anos, 53 de profissão, incluindo passagens pelo rádio. E em jornais diários como A Notícia (Joinville), Jornal de Santa Catarina (Blumenau) e O Correio do Povo (Jaraguá do Sul).

Ver artigos

O governador afastado, Carlos Moisés (PSL), precisa de quatro votos contra (seu afastamento definitivo) para retomar o comando do Executivo estadual no julgamento da próxima sexta-feira (27) do Tribunal Especial composto por cinco deputados e cinco desembargadores do Tribunal de Justiça.

O mesmo número de votos quando de seu afastamento por 180 dias, determinado pelo mesmo Tribunal (6x4). Mas, agora, para perder o mandato Moisés terá de contabilizar 7 votos contra si (maioria absoluta).

Neste pedido de impeachment ele é acusado de equiparar os salários dos procuradores do Estado aos da Assembleia Legislativa em ato administrativo e não através de projeto de lei.

Contra Moisés há um segundo impeachment. Sobre a compra de respiradores da China para tratamento de pacientes com a Covid-19.

Além de inservíveis, só uma parte foi entregue e apenas 11 estão em uso em prontos socorros de hospitais filantrópicos.

Dos R$ 33 milhões pagos adiantados, só R$ 11 milhões já foram recuperados.

Mourão em SC

O vice-presidente da República, general Antônio Hamilton Mourão (PRTB), visita Santa Catarina hoje (25).

Vai a Criciúma para uma palestra sobre a conjuntura política e econômica do país dirigida a empresários ligados a associação empresarial e convidados.

Ainda em Criciúma poderá ter uma audiência com a governadora Daniela Reinehr (sem partido) a quem prometeu, recentemente, ser um apoiador dos interesses de SC em Brasília.

E o lado de cá governadora?

Governadora Daniela Reinehr (sem partido), prometeu na terça-feira (24) retomar as obras de construção do prolongamento da Via Expressa de Blumenau, chamada de a “nova SC-108”, paralisada desde 2017. Numa extensão de 15 quilômetros.

O trecho vai da BR-470 até o pé da serra da Vila Itoupava, próximo ao posto da Polícia Militar Rodoviária.

Perguntar não ofende: e o “lado de cá” da rodovia, com o asfalto totalmente destruído entre Massaranduba e Guaramirim, fica desse jeito até quando?

Afinal, o tal projeto de duplicação deste trecho, sai do papel? Quando? Alguém sabe dizer? E, diga-se, o projeto não é novo, já foi prometido no governo passado.

Gean Loureiro no comando do DEM

Confirmando informação da coluna: reeleito no primeiro turno com 126 mil votos contra 42 mil dados ao segundo mais votado, o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (DEM) mexe os pauzinhos para assumir o comando estadual do partido. 

O partido elegeu apenas 57 vereadores e sete prefeitos. E, por extensão, pavimentar sua candidatura a governador em 2022, como deve fazer o prefeito eleito de Chapecó, João Rodrigues (PSD).

Já era o nome do partido em 2018, acabou defenestrado por conta de inquérito que o levou à prisão sob acusação de improbidade administrativa quando prefeito interino de Pinhalzinho. Por razões diversas, são dois nomes estadualizados.

Recontagem de votos em Blumenau

Nesta sexta-feira (27) a 88ª zona eleitoral de Blumenau vai recontar os votos de Maria Elena Kramer e Diogo dos Santos Louro Flor, cujas candidaturas a vereador estavam sub judice, mas que foram deferidas pelo Tribunal Regional Eleitoral depois de julgados os recursos eleitorais. Mas, não há indicativos de que isso possa alterar o quadro dos 15 eleitos no dia 15 passado.

Novos prefeitos

Em Santa Catarina, 59,1% dos 295 municípios terão novos prefeitos a partir de janeiro. Na região, apenas Schroeder e Corupá.

Em 2016, a mudança de comando nos executivos municipais atingiu 77%. Vale lembrar que os reeleitos à época estavam impedidos pela legislação eleitoral de disputar um terceiro mandato consecutivo este ano.