Colunas

Coluna: Da educação ao trânsito

Ouso dizer que não existe “acidente”, existe imprudência, crime. Algo precisa ser feito, e a história da humanidade conta que para resolver situações de crime como essas  são resolvidas com aplicação da lei.

15/06/2022

Por

Professor Pesquisador, Mestre em Educação, Especialista em Planejamento Educacional e Docência do Ensino Superior, Historiador e Pedagogo. Entusiasta da Educação

Coluna: Da educação ao trânsito

Professor precisa ser um líder

Professores com boas habilidades de liderança e de empatia tendem a ser os melhores profissionais para trabalhar essa questão com a classe. A inteligência emocional pode ser definida como a capacidade que um indivíduo tem de lidar e gerenciar suas emoções o melhor possível. Além de ser fundamental para a saúde mental dos alunos, a inteligência emocional é algo indispensável para o mercado de trabalho. Muitos empregadores buscam essa característica em seus colaboradores, por isso, ela é um incrível diferencial na conquista das melhores vagas.

Educador na escola do futuro

Dessa forma, a escola do futuro tem o educador como uma figura admirada, e não temida, pelos estudantes; um líder que estimula o interesse pelo conteúdo das aulas. Os profissionais da educação devem conseguir orientar a pesquisa, indicar boas fontes e estimular o pensamento crítico em vez de apenas oferecer respostas prontas.

Solucionar problemas significativos

No seu livro “As crianças mais inteligentes do mundo: e como elas chegaram”, a jornalista Amanda Ripley acompanhou de perto a experiência de três jovens que foram estudar na Finlândia, na Coreia do Sul e na Polônia. A ideia era entender os resultados do primeiro exame do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes, teste internacional que avalia competências essenciais na solução de problemas cotidianos entre alunos de 15 anos de diferentes escolas e países. O resultado do exame foi surpreendente ao colocar a Finlândia em primeiro lugar como modelo educacional.

Falando em Educação

Algo diferente está ocorrendo em nossa cidade, Jaraguá do Sul. O ano é 2022 e para minha surpresa tenho visto com frequência acidentes veiculares que ocorrem nas noites ou madrugadas da cidade. Esses acidentes ainda não ocasionaram uma tragédia, mas se continuar no ritmo que está, não tardará, está anunciado. O trânsito em nossa cidade está “um Deus nos acuda”, você piscou aparece uma moto, ou bis, ao seu lado ou colado na traseira de seu carro, como te dizendo, saia da frente que a rua é minha. Ouso dizer que não existe “acidente”, existe imprudência, crime. Algo precisa ser feito, e a história da humanidade conta que para resolver situações de crime como essas  são resolvidas com aplicação da lei.

 

 

Notícias relacionadas

x