Geral

Radialista raiz, Celso Nagel completa 44 anos de atividades

Celso conseguiu o seu emprego na Rádio Jaraguá por meio de um concurso, com 40 candidatos. Foi o único aprovado

03/08/2021

Por

Jornalista apaixonada por cultura e segurança pública

Radialista raiz, Celso Nagel completa 44 anos de atividades

Ele faz parte do tempo romântico do rádio, onde sempre fez sucesso nos programas e nas transmissões, é o que se pode chamar de radialista raiz, com muitas histórias vividas para contar. Afinal, são 44 anos de atividades, tempo em que enveredou-se também pelo colunismo social, como cerimonialista, repórter e acompanhando o desenvolvimento da cidade e da região.

Leia mais

Celso Luiz Nagel completou no dia 1º de agosto 44 anos como radialista. Iniciou em 1977 na Rádio Jaraguá, no famoso prefixo ZYP9 – 1510 KHz. A emissora estava há 28 anos no ar, era a única da cidade e Jaraguá do Sul estava com 101 anos de fundação. Permaneceu nela por 31 anos.

Um dia antes, na fria tarde de sábado, despedíamos de outro ícone do rádio, o jornalista Geraldo José. No velório, Celso, bastante emocionado como todos os presentes, representou os colegas da “velha guarda” da imprensa regional, como também desportistas, falando na despedida daquele que por décadas dividiu os microfones nas transmissões do futebol profissional e amador, no futsal, nos Jogos Abertos e outras.

Celso começou no rádio alguns meses depois de mim no jornalismo. O tempo de atividades no meio é o mesmo. Cada qual seguiu o seu caminho e construiu as suas histórias, que em vários momentos se cruzaram, sempre com respeito mútuo e admiração.

Celso conseguiu o seu emprego na Rádio Jaraguá por meio de um concurso, com 40 candidatos, sendo duas mulheres, incentivado pelo locutor Sidnei Tages da Silva e pelo coordenador da emissora, Jairo de Barros. Foi o único aprovado. O Show da Noite, das 20h30 às 23h55, de segunda a sábado, foi o seu batismo no microfone.

No ano seguinte passou a integrar a equipe esportiva, que cobria todas as modalidades. Para quem ainda se lembra, o Clube do Ouvinte, um programa interativo, o consagrou definitivamente. Começou em janeiro de 1981, das 10h às 12h, horário nobre do rádio. Além do programa, passou a produzir reportagens para os noticiosos da emissora, em especial o do meio dia.

Com o sucesso no rádio, era requisitado para apresentações de cerimoniais, baile de debutantes, desfiles de moda, concursos diversos, grandes inaugurações, festivais da canção, rainhas de sociedades, garotas estudantis, Miss Jaraguá.

Também apresentou shows nacionais em Jaraguá do Sul como Os Trapalhões, Kid Abelha, Skank, Mamonas Assassinas, Amado Batista, Leandro e Leonardo, Família Lima, entre outros, e o show internacional de Ray Coniff, além de apresentações em empresas, Schützenfest (em todas as edições), Femusc e outras.

Celso participou na implantação da Studio FM, fui cofundador da 105 FM, fundador da 99,9 FM e da Corupá FM. Foi diretor durante 12 anos da Amizade FM, de Corupá, cidade onde é cofundador da Associação Empresarial. Ele foi o primeiro DJ de Jaraguá do Sul, iniciando em 1978, com Beto Promoções, do Beto Gonçalves.

Foi também o primeiro assessor de imprensa da Prefeitura de Jaraguá do Sul, no primeiro mandato de Durval Vasel. Na imprensa, escreveu para O Correio do Povo, O Estado, Diário Catarinense, Jornal de Santa Catarina, A Notícia e outros periódicos.

O trabalho também rendeu-lhe reconhecimentos e homenagens como da Acijs, Aciac (Corupá), Câmara de Vereadores, Polícia Militar, CCO da Schützenfest, Assembleia Legislativa, entre outros.

Apaixonado pelo rádio, continua gravando vinhetas e spots comerciais. Ele se diz otimista por natureza, trabalha com pensamento positivo, com competência, fazendo sempre o melhor e evoluindo. Continue assim, Celso. Um abraço! Flávio José Brugnago.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x