Estadual

Jovem acusado de matar três crianças e duas professoras em escola infantil em Saudades será julgado este mês

O crime aconteceu no dia 4 de maio de 2021

21/06/2022

Por

Jornalista apaixonada por cultura e segurança pública

Jovem acusado de matar três crianças e duas professoras em escola infantil em Saudades será julgado este mês

Sirli Freitas

A 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, julgará no dia 28 de junho, a partir das 9 horas, Fabiano Kipper Mai, acusado de matar cinco pessoas e por outras 14 tentativas de homicídio da escola infantil Pró-Aquarela em Saudades, no Oeste catarinense, em maio de 2021. 

O processo criminal estava suspenso na Justiça desde o dia 4 de março, quando o juiz da Comarca de Pinhalzinho, Caio Lemgruber Taborda, acatou o pedido de reavaliação da defesa sobre submeter Mai a uma novo exame de insanidade mental. 

Em fevereiro deste ano, o pedido foi negado em primeira instância. Na ocasião, Taborda entendeu ser desnecessário mais um laudo diante dos três apresentados no processo, cujas conclusões foram diferentes. 

O crime aconteceu no dia 4 de maio de 2021, quando o jovem de então 18 anos, entrou na escola infantil e matou cinco pessoas, sendo três crianças e duas professoras, ele ainda feriu uma criança, mas que sobreviveu. 

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) denunciou Mai por cinco homicídios qualificados. Ele responde por 14 tentativas de homicídio, contra outros funcionários e crianças que estavam no local no dia do crime. 

Planejamento do crime 

Mai foi preso dentro da escola após o ataque. Durante a investigação, a Polícia Civil descobriu que inicialmente, ele tinha a intenção de matar pessoas de seu convívio familiar, mas como não conseguiu uma arma de fogo, escolheu a escola infantil pela “fragilidade das vítimas”. 

De acordo com o MPSC, o crime foi planejado por pelo menos dez meses e a única motivação ao autor foi a busca de fama. 

Os relatórios dos dados e das informações encontradas nos aparelhos eletrônicos do réu demonstram que, durante o período em que planejou o ataque, ele participou de fóruns de discussão na internet sobre crimes violentos e pesquisou serial killers.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp! 

Notícias relacionadas

x